Extensão universitária e formação docente: diálogos com a Educação Básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v26e2021a5089

Palavras-chave:

Formação docente, Programas de extensão, Universidade.

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar um estudo sobre os movimentos realizados por dois programas de extensão desenvolvidos no Centro de Ciências Humanas e da Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina. A partir de uma perspectiva dialógica e histórico- -crítica, reúne problematizações e discussões teóricas sobre experiências na formação de professores. Nesse sentido, coloca em análise o papel das universidades na formação docente inicial e continuada de forma colaborativa com a Educação Básica, destacando princípios e parcerias nas quais o compromisso e a aprendizagem mútua são articulados continuamente. Os resultados destacam a pertinência desses trabalhos como possibilidade de ampliação do processo de autonomia e autoria docente e do fortalecimento do compromisso social e político das ações de extensão na educação.

Biografia do Autor

Rosa Elisabete Militz Wypyczynski Martins, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Departamento de Geografia. Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorobi, 888037-000, Florianópolis, SC, Brasil. Correspondência para/Correspondence to: R.E.M.W. MARTINS. E-mail: <rosa.martins@udesc.br>.

Lourival José Martins Filho, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Departamento de Pedagogia. Florianópolis, SC, Brasil.

Alba Regina Battisti de Souza, Universidade do Estado de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Departamento de Pedagogia. Florianópolis, SC, Brasil.

Referências

Alarcão, I. Formação continuada como instrumento de profissionalização docente. In: Veiga, I. P. A. (org.). Caminhos da profissionalização do magistério. Campinas: Papirus, 1998. p. 99-122.

Brasil. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 26 ago. 2020.

Cavalcanti, L. S. Geografia e práticas de ensino. Goiânia: Alternativa, 2002.

Cavalcanti, L. S. O lugar como espacialidade na formação do professor de Geografia: breves considerações sobre práticas curriculares. Revista Brasileira de Educação e Geografia, v. 1, n. 2, p. 1-18, 2011. Disponível em: https://www.revistaedugeo.com. br/ojs/index.php/revistaedugeo/article/view/39. Acesso em: 28 ago. 2020.

Flick, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

Freire, P. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

Freire, P.; Shor, I. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

Ibiapina, I. M. L. M.; Carvalho, M. V. C. Pesquisa colaborativa no Procad: criação de nova paisagem na cooperação acadêmica. In: Aguiar, W. M. J.; Bock, A. M. B. (org.). A dimensão subjetiva do processo educacional: uma leitura sócio-histórica. São Paulo: Cortez Editora, 2018.

Imbernón, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e para a incerteza. São Paulo: Cortez, 2001. (Coleção Questões da nossa época, v. 77).

Jezine, E. M. As práticas curriculares e a extensão universitária. Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2., 2004, Belo Horizonte. Anais eletrônicos […]. Belo Horizonte, 2004. Disponível em: https://www.ufmg.br/congrext/Gestao/Gestao12.pdf. Acesso em: 26 ago. 2020.

Kochhann, A. Formação de professores na extensão universitária: uma análise das perspectivas e limites. Revista Teias, v. 18, n. 51, p. 276-292, 2017. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/29206. Acesso em: 27 ago. 2020.

Lüdke, M.; André, M. E. D. A. A pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. Rio de Janeiro: EPU, 2013.

Martins, R. E. M. W.; Dias, J.; Martins Filho L. J. O contexto do ensino, pesquisa e extensão na formação docente na Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina. Revista de Educação (PUC-Campinas), v. 21, n. 2, p. 243-254, 2016.

Martins Filho, A. J. Práticas de socialização entre adultos e crianças, e estas entre si, no interior da creche. Pro-Posições, v. 19, n. 1, p. 97-114, 2008. https://doi.org/10.1590/S0103-73072008000100014.

Pimenta, S. G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: Pimenta, S. G. (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez Editora, 1999. p. 15-34.

Santos, M. P. A extensão universitária como “laboratório” de ensino, pesquisa científica e aprendizagem profissional: um estudo de caso com estudantes do curso de licenciatura em Pedagogia de uma faculdade particular do estado do Paraná. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, v. 11, n. 18, p. 36-52, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/extensio/article/ download/1807-0221.2014v11n18p33/28064. Acesso em: 26 ago. 2020.

Sarmento, M. J. Gerações e alteridade: interrogações a partir da Sociologia da Infância. Educação e Sociedade, v. 26, n. 91, p. 361-378, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v26n91/a03v2691.pdf. Acesso em: 11 set. 2020.

Severino, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

Shulman, L. S.; Shulman, J. H. Como e o que os professores aprendem: uma perspectiva em transformação. Cadernos Cenpec, v. 6, n. 1, p. 120-142, 2016.

Souza, A. R. B. et al. Anos iniciais do Ensino Fundamental: estágio curricular supervisionado e formação docente. Florianópolis: Editora INSULAR, 2020.

Souza, A. R. B.; Martins Filho, L. J. Estágio em docência nos anos iniciais: entre caminhos, parcerias e desafios. In: Souza, A. R. B. et al. (org.). Anos inicias do Ensino Fundamental: estágio curricular supervisionado e formação docente. Florianópolis: Editora Insular, 2020. p. 23-40.

Souza, A. R. B.; Martins Filho, L. J. Relação Universidade e escola: olhares sobre a formação docente. Florianópolis: UDESC, 2018. (Relatório final de pesquisa).

Souza, A. R. B.; Noronha, E. C. S. F. Caminhos possíveis da extensão na formação docente. In: Souza, A. R. B.; Sartori, A. S.; Noronha, E. C. S. F. (org.). Formação docente e práticas pedagógicas: cenários e trajetórias. Florianópolis: Editora UDESC, 2010. p. 21-38.

Souza, A. R. B.; Salerno, L. P.; Martins Filho, L. J. De mãos dadas: discussões e vivências sobre a relação escola e universidade. Florianópolis: Editora da UDESC, 2012.

Souza, A. R. B.; Sartori, A. S.; Noronha, E. C. S. F. Formação docente e práticas pedagógicas: cenários e trajetórias. Florianópolis: Editora UDESC, 2010.

Tardif, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2004.

Thiollent, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez Editora, 2005.

Veiga-Neto, A. J. Interdisciplinaridade: uma moda que está de volta? Porto Alegre: SMED, 1997.

Downloads

Publicado

09-11-2021