Estágio de docência: caminhos formativos para a educação superior na perspectiva de estudantes de pós-graduação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v27e2022a5341

Palavras-chave:

Estágio de docência, Formação de professor, Magistério superior

Resumo

O estudo buscou conhecer a dinâmica do estágio de docência nos programas de pós-graduação vinculados às Ciências Biológicas e à área da Saúde de uma universidade pública federal localizada no estado de Minas Gerais e suas implicações no processo de formação do professor para o magistério superior, na perspectiva dos estudantes. A partir de uma investigação descritiva e de cunho qualitativo, em que foram adotadas a entrevista semiestruturada para a coleta de dados e a técnica de análise do conteúdo, foi possível afirmar a inexistência de uma normatização na estrutura do estágio de docência dos programas de pós-graduação vinculados à referida área do conhecimento. Dentre as atividades desenvolvidas ao longo do estágio, destacam-se o acompanhamento dos professores supervisores e a docência com ênfase em aulas expositivas,
desprovidas, em sua maioria, de análises reflexivas a respeito dessas ações. Na perspectiva dos estudantes
que participaram dessa investigação, o estágio de docência vem contribuindo para a formação dos futuros docentes da educação superior, especialmente porque colabora com as habilidades sociais ao possibilitar a relação desses com estudantes da graduação e com a ambiência da docência, o que favorece o processo de desenvolvimento da identidade profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Almeida, M. I. Formação do professor da educação superior: desafios e políticas institucionais. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

Arroio, A. et al. A prática docente na formação do pós-graduando em química. Química Nova, v. 31, n. 7, p. 1888-1891, 2008. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/Vol31No7_1888_49-ED07438.pdf. Acesso em: 26 mar. 2021.

Bardin, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 2011.

Bogdan, R.; Biklen, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora. 1994.

Bolzan, D. P. V.; Isaia, S. M. A. Pedagogia universitária e aprendizagem docente: relações e novos sentidos da professoralidade. Revista Diálogo Educação, v. 10, n. 29, p. 13-26, 2010. Doi: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v10i29.3043.

Brasil. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em: 7 dez. 2018.

Carreño, L. S. S. M. Professor da educação superior: discutindo as necessidades de formação pedagógica. Pelotas, 2011. 92 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pelotas, 2011. Disponível em: http://guaiaca.ufpel.edu.br/bitstream/123456789/1609/1/Leidne_Sylse_Mello_Carreno_Dissertacao.pdf. Acesso em: 8 abr. 2021.

Cunha, M. I. Docência na universidade, cultura e avaliação institucional: saberes silenciados em questão. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, p. 258-271, 2006. Doi: https://doi.org/10.1590/S1413-24782006000200005

D’Ávila, P. G. S. Impacto do estágio de docência sobre o ensino de graduação de bioquímica. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, 2007. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/11113. Acesso em: 20 set 2018.

Flick, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

García, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora, 1999.

Hoffmann, M. B.; Neto Delizoicov, D. Estágio de docência: espaço formativo do docente da educação superior na área de Ciências da Natureza. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 11., 2017, Florianópolis. Anais eletrônicos [...]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2017. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R0930-1.pdf. Acesso em: 20 nov. 2018.

Joaquim, N. F. et al. Estágio docência: um estudo no programa de pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras. RAC, v. 15, n. 6, p. 1137-1151, 2011. Doi: https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000600010

Leta, F. R.; Mello, M. H. C. S.; Barbejat, M. E. R. P. Estágio em docência: monitoria em nível de pós-graduação. In: COBENGE, 19., 2001, Porto Alegre. Anais eletrônicos [...]. Porto Alegre: PUCRS, 2001. Disponível em: http://www.abenge.org.br/cobenge/arquivos/18/trabalhos/APP003.pdf. Acesso em: 28 nov. 2018.

Lüdke, M.; André, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. São Paulo: EPU, 2013.

Martins, M. M. M. C. Estágio de docência na pós-graduação stricto sensu: uma perspectiva de formação pedagógica. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2013. Disponível em: http://www.uece.br/ppge/wp-content/uploads/sites/29/2019/06/Disserta%C3%A7%C3%A3o_MARIA-M%C3%81RCIA-MELO-DE-CASTRO-MARTINS.pdf. Acesso em: 13 nov. 2018.

Masetto, M. T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus editorial, 2012.

Neves, J. L. Pesquisa qualitativa: características, uso e possibilidades. Cadernos de Pesquisa em Administração, v. 1, n. 3, p. 1-5, 1996. Disponível em: https://www.academia.edu/8171621/PESQUISA_QUALITATIVA_CARACTER%C3%8DSTICAS_USOS_E_POSSIBILIDADES. Acesso em: 9 ago. 2018.

Nóvoa, A. Formação de professores e formação docente. In: Nóvoa, A. (ed.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992.

Pimenta, S. G.; Anastasiou, L. G. C. Docência na educação superior. São Paulo: Cortez, 2014.

Pimenta, S. G.; Lima, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Poíesis Pedagógica, v. 3, p. 11-33, 2006. Doi: https://doi.org/10.5216/rpp.v3i3e4.10542

Rodrigues, S. A.; Deák, S. C. P.; Gomes, A. A. O que pensam os formadores dos futuros professores sobre ser professor e formar professores. Horizontes, v. 34, n. 1, p. 147-158, 2016. Doi: https://doi.org/10.24933/horizontes.v34i1.336

Ribeiro, G. M.; Zanchet, B. M. B. A. Repercussões do estágio de docência orientada na formação de professores universitários. In: ANPED SUL, 10., 2014, Florianópolis. Anais eletrônicos [...]. Florianópolis: ANPED, 2014. Disponível em: http://xanpedsul.faed.udesc.br/arq_pdf/866-0.pdf. Acesso em: 15 out. 2018.

Soares, S. R.; Cunha, M. I. Programas de pós-graduação em Educação: lugar de formação da docência universitária? Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 7, n. 14, p. 577-604, 2010. Doi: http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/18

Vieira; R. A.; Maciel, L. S. B. Estágio de docência prescrito pela CAPES: tensões e desafios. Quaestio, v. 12, p. 47-64, 2010. Disponível em: file:///C:/Users/usuario/Downloads/191-Texto%20do%20artigo-203-1-10-20110704.pdf. Acesso em: 9 out. 2018.

Downloads

Publicado

2022-05-09

Como Citar

Pereira, A. L., & Paixão, J. A. (2022). Estágio de docência: caminhos formativos para a educação superior na perspectiva de estudantes de pós-graduação. Revista De Educação PUC-Campinas, 27. https://doi.org/10.24220/2318-0870v27e2022a5341