Copacabana e o vôlei: uma história de lazer e esportes na praia | Copacabana and volleyball: a history of leisure and sports in the beach

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0919v18e2021a4899

Palavras-chave:

Esporte, História urbana, Rio de Janeiro, Brasil.

Resumo

Com o reconhecimento de que entre esporte e cidade há uma relação de interdependência importante, o objetivo deste artigo é analisar a expansão da cidade do Rio de Janeiro em direção à costa, na qual Copacabana aparece como um bairro de referência para usos relacionados ao lazer, sobretudo para o vôlei, desde os anos 1920 até sediar a arena olímpica em 2016. Através de pesquisa documental sobre a história do bairro, do esporte e das inúmeras transformações urbanas pelas quais o lugar passou, verifica-se que o vôlei assegura lugar importante na consolidação do espaço da orla. Conclui-se que, do esporte praticado cotidianamente aos eventos regulares de âmbito internacional, a praia de Copacabana tornou-se referência para a prática de vôlei e para o fortalecimento de sociabilidades tipicamente praianas.

Biografia do Autor

Marcelo Ribeiro Tavares, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade
de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Urbanismo

Lilian Fessler Vaz, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Urbanismo

Madalena Cunha Matos, Universidade de Liboa

Universidade de Lisboa, Faculdade de Arquitetura, Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design

Referências

ABREU, M. Evolução urbana do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: IPLAN/ZAHAR, 1988. p. 73-118.

AFONSO, G. Voleibol de praia: uma análise sociológica da história da modalidade (1985 – 2003). 2004. 233 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2004.

ANDREATTA, V.; CHIAVARI, M.; REGO, H. O Rio de Janeiro e sua orla: história, projetos e identidade carioca. Coleção Estudos Cariocas, n. 9, p. 1-16, 2009.

AUGUSTIN, J. P. La diversification territorial et des activités sportives. L’année Sociologique, v. 52, n. 2, p. 417-435, 2002.

BARICKMAN, B. J. Medindo maiôs e correndo atrás de homens sem camisa: a polícia e as praias cariocas, 1920-1950. Recorde: Revista de História do Esporte, v. 9, n. 1, p. 1-66, 2016.

BIZZOCCHI, C. O voleibol de alto nível: da iniciação à competição. Barueri: Manole, 2013.

CARDOSO, E. et al. História dos bairros: memória urbana: Copacabana. Rio de Janeiro: João Fortes Engenharia, 1986. p. 19-136.

DONADIO, P. “Foot-ball” na areia e banhos de sol no Rio de Janeiro (1917-1940). Recorde: Revista de História do Esporte, v. 4, n. 1, p. 1-20, 2011.

EMPRESA DE TURISMO DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO. Copacabana: 1892/1992: subsídios para a sua história. Rio de Janeiro: RIOTUR, 1992. p. 21.

FERNANDES, M. Arquivo geral da cidade do Rio de Janeiro: a travessia da Arca Grande e Boa na história carioca. Rio de Janeiro: Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, 2011.

FONSECA, F. Praia de Copacabana: eventos no espaço público. 2011. 177 f. Dissertação (Mestrado em Urbanismo) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011. f. 77-94.

KAZ, S. Um jeito Copacabana de ser: o discurso do mito entre O Cruzeiro e Sombra. 2010. 249 f. Tese (Doutorado em Design) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010. f. 93.

LIMA, E. et al. Rio de Janeiro, uma cidade no tempo: Rio de Janeiro a city through time: Rio de Janeiro une ville au cours du temps. Rio de Janeiro: Diagraphic Projetos Gráficos e Editoriais, 1992.

LOBATO, M. Envelhecer no “paraíso da terceira idade”: percepções dos moradores idosos sobre Copacabana. 2012. 123 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012. p. 3.

MASCARENHAS, G. A geografia e os esportes: uma pequena agenda e amplos horizontes. Conexões: Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, v. 1, n. 2, p. 47-61, 1999.

MELO, V. Uma antiga sacada no litoral carioca: o vôlei de praia. Rio, cidade “Sportiva”. Blog Cidade Esportiva, 2011. Disponível em: https://cidadesportiva.wordpress.com/2011/07/16/uma-antigasacada-

no-litoral-carioca-o-volei-de-praia/. Acesso em: 20 dez. 2019.

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL. Rio de Janeiro é 1ª paisagem cultural urbana declarada Patrimônio Mundial da UNESCO. Brasília: ONU Brasil, c20121. Disponível em: https://nacoesunidas.org/riode-janeiro-e-1a-paisagem-cultural-urbana-declarada-patrimonio-mundial-da-unesco/. Acesso

em: 4 jul. 2017.

O’DONNELL, J. Um Rio Atlântico: culturas urbanas e estilos de vida na invenção de Copacabana. 2011. 298 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

O’DONNELL, J. A invenção de Copacabana: culturas urbanas e estilos de vida no Rio de Janeiro (1890-1940). Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

OLIVEIRA, L.; COSTA, V. Histórias e memórias de pioneiros do vôlei de praia na cidade do Rio de Janeiro. Revista de Educação Física/UEM, v. 21, n. 1, p. 99-113, 2010.

PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO. Secretaria Municipal de Ordem Pública. Isenção de TUAP. Rio de Janeiro: SEOP, 1984. Disponível em: http://www.pcrj.rj.gov.br/web/seop/exibeconteudo?id=5811335. Acesso em: 29 jun. 2017.

RANGEL, C. As Copacabanas no tempo e no espaço: um estudo sobre diferenciação socioespacial ehierarquia urbana. 2001. 186 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001. f. 19.

RESENDE, B. Ai de mim, Copacabana: a cidade dos vícios e os vícios da cidade. In: MARGATO, I.; GOMES, R. (org.). Espécies de espaço: territorialidades, literatura, mídia. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 197-209.

TAVARES, M. Territorialidades do vôlei em Copacabana/RJ. Salvador: UFBA, 2018. p. 94. (Corpocidade: Atualização Crítica, v. 1).

TAVARES, M. Copacabana: as territorialidades do vôlei e suas múltiplas interpretações. 2020. 229 f. Tese (Doutorado em Urbanismo) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020.

TAVARES, M.; VAZ, L.; MATOS, M. Sports and Public Space: volleyball practice in Copacabana and Carcavelos/Cascais Beaches. Journal of Civil Engineering and Architecture, v. 14, p. 92-99, 2020.

VAZ, L. Modernidade e moradia: habitação coletiva no Rio de Janeiro, séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: 7Letras, 2002.

VELHO, G. Os mundos de Copacabana. In: VELHO, G. (org.). Antropologia urbana: cultura e sociedade no Brasil e em Portugal. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. p. 11-23.

Downloads

Publicado

17-05-2021

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa