A paisagem do trabalho | The landscape of work

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0919v16n1a4369

Resumo

Quando se inicia este pequeno texto com a expressão “a paisagem do trabalho”, busca-se iluminar de imediato três questões que são suscitadas pelos desenhos de Antonio Fabiano Jr. Primeira, da paisagem do trabalho enquanto se desenha e representa algum espaço real ou imaginário, panorama ou vista que contém e experimenta narrativas e ficções; segunda, da paisagem do trabalho enquanto o território de atuação do Antonio como pesquisador e professor, resultantes de uma ação política, técnica, estética, do fazer arquitetura e urbanismo; e, terceira, a paisagem do trabalho enquanto lugar de manifestação espacial da classe trabalhadora, suas casas, equipamentos, serviços, infraestruturas, em suma, o território da “reprodução da força de trabalho” e suas múltiplas experiências e concepções de vida.

Biografia do Autor

Antonio Aparecido Fabiano Junior, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Pontifícia Universidade Católica de Campinas | Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologia | Faculdade de Arquitetura e Urbanismo | Rua Professor Euryclides de Jesus Zerbini , 1516, Parque Rural Fazenda Santa Cândida, 13087-571, Campinas, SP, Brasil.

Guilherme Moreira Petrella, Universidade Federal de São Paulo

Universidade Federal de São Paulo | Instituto das Cidades | São Paulo, SP, Brasil.

Referências

OXFAM. A distância que nos une: um retrato das desigualdades brasileiras. São Paulo: Oxfam Brasil, 2017. Available from: <https://www.oxfam.org.br/sites/default/files/arquivos/Relatorio_A_distancia_que_nos_une.pdf>. Cited: Sept. 23, 2018.

Downloads

Publicado

08-02-2019