Características microambientais de Spirogyra sp. em um ecossistema lótico

Autores

  • Susana Ferreira dos Santos Unespar, campus de União da Vitória.
  • Rogério Antonio Krupek Unespar, campus de União da Vitória Praça Coronel Amazonas s/n. CEP 84600-000 União da Vitória - Paraná

Resumo

Avaliaram-se quais características ambientais determinam a abundância da macroalga bentônica Spirogyra sp. em um riacho no município de União da Vitória, Paraná. A amostragem foi feita num transecto de 10m sem vegetação marginal e alta incidência solar (550 lux). Registrou-se a abundância da macroalga ao acaso em 20 rochas. Também registraram-se as seguintes características físico-químicas: tamanho de substratos, profundidade, pH, condutividade, velocidade da correnteza, e saturação de oxigênio. Utilizou-se uma regressão linear para testar a influência das variáveis físico/químicas na abundância (cobertura percentual) de Spirogyra sp., que variou amplamente (68,25%; 5,0% a 100,0%). As variáveis ambientais não influenciaram a abundância de Spirogyra sp. (R2=0,227; p>0,05), provavelmente devido à ampla variação dos parâmetros avaliados nas rochas em que a espécie ocorria. Portanto, essa espécie parece ser generalista.


Palavras-chave: Macroalga bentônica.Riacho.Variáveis abióticas.

Biografia do Autor

Susana Ferreira dos Santos, Unespar, campus de União da Vitória.

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Paraná, campus de União da Vitória.

Rogério Antonio Krupek, Unespar, campus de União da Vitória Praça Coronel Amazonas s/n. CEP 84600-000 União da Vitória - Paraná

Doutor em Biologia VEgetal.professor adjunto do colegiado de Ciências Biológicas da Unespar, campus de União da Vitória.

Downloads

Publicado

04-04-2017

Edição

Seção

Artigos - Ecologia e Meio Ambiente