Análise da religião em suas formas e suas perspectivas diversas

Autores

  • Paulo Sérgio Lopes Gonçalves Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião
  • Márcio Luiz Fernandes Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Escola de Educação e Humanidades, Programa de Pós-Graduação em Teologia

DOI:

https://doi.org/10.24220/2447-6803v47e2022a6538

Resumo

Neste texto, o objetivo é apresentar a configuração geral desse dossiê intitulado “Análise da religião em suas formas e suas perspectivas diversas”. Esse objetivo é justificado em duas dimensões: a conceitual e a analítica. Na primeira, a concepção de “religião” é marcada pela pluralidade epistêmica e fenomenológica, pois não há univocidade conceitual e há formas diversas de manifestação do fenômeno religioso. Nesse sentido, a diversidade de concepções propicia que a religião seja concebida nas instituições religiosas, nas relações interpessoais, em manifestações de devoção popular, na esfera privada do sujeito, nas obras artísticas diversas – pintura, literatura, cinema, esculturas – e nas relações com a política e a sociedade. Na segunda, desde o século XIX, a religião saiu da exclusiva esfera analítica da teologia e da filosofia – principalmente em sua condição de teodiceia – e se tornou objeto de investigação da filosofia hermenêutica e fenomenológica, da história, da sociologia, da antropologia, da psicologia, do direito, das teorias da literatura e da ciência da religião enquanto concebida como disciplina, das ciências da linguagem e da comunicação. Por meio dessas ciências o fato-fenômeno religioso pôde ser circunscrito, definido e, por sua vez, descrito por meio de um método de aproximação científica. Essa diversidade de perspectivas de análise implica ter uma referência científica para conceituar a religião epistemologicamente e para analisar as suas manifestações, tanto em seus ritos e narrativas, quanto em seus mitos, configurações grupais, símbolos e objetos propriamente religiosos. No entanto, essa diversidade não implica que a análise deva fechar-se em sua respectiva ciência; ao contrário, a própria análise remete ao diálogo epistêmico que produz a interdisciplinaridade e, também, a transdisciplinaridade, concebidas como formas denotativas nas quais as ciências se encontram e auxiliam umas às outras em suas respectivas configurações epistemológicas em suas análises. É nesse espírito interdisciplinar que se encontra a área das Ciências da Religião, propiciando que as ciências se referenciem na religião e na sua dinâmica analítica, se encontrem, efetivem o diálogo epistêmico e desenvolvam o seu escopo científico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Agnolin, A. História das Religiões: perspectiva histórico-comparativa. São Paulo: Paulinas, 2013.

Ales Bello, A. Cultura e religiões: uma leitura fenomenológica. Bauru: EDUSC, 1998.

Ales Bello, A. Il senso del sacro: Dall’arcaicità alla dessacralizzazione. Roma: Castelvecchi, 2014.

Benedetti, L. R. Pós-modernidade: abordagem sociológica. In: Gonçalves, P. S. L.; Trasferetti, J. (org.). Teologia na pós-modernidade: abordagens epistemológica, sistemática e teórico-prática. São Paulo: Paulinas, 2003. p. 53-70.

Borges Duarte, I. Arte e Técnica em Heidegger. Lisboa: Documenta, 2014.

Campos, B. M. Religião e Sociedade em revista: o estatuto da Sociologia da Religião como área acadêmica. In: Gonçalves, P. S. L.; Campos, B. M. (org.). Religião, História e Sociedade: ensaios em homenagem a Benedito Ferraro e Luiz Roberto Benedetti. Curitiba: Editora Prismas, 2018. p. 227-251.

Coreth, E. Deus no pensamento filosófico. São Paulo: Loyola, 2009.

Fernandes, M. L. Fenomenologia da religião e psicologia In: Massimi, M.; Peres, S. P. (org.). História da psicologia fenomenológica. São Paulo: Edições Loyola, 2019.

Fernandes, M. L.; Santana, C. O Sagrado e o pensamento: o percurso filosófico-fenomenológico de Klaus Hemmerle. Estudos de Religião, v. 34, n. 2, p. 267-291, 2020. Doi: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v34n2p265-291

Filoramo, G.; Prandi, C. As ciências das religiões. São Paulo: Paulus, 1999.

Gadamer, H. G. Verdade e Método (I): traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Petrópolis: Vozes, 2003.

Geertz, C. Interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

Gonçalves, P. S. L. Identidade e Sabedoria: a reflexão teológica como Veritatis Gaudium. Revista de Cultura Teológica, v. 28, n. 95, p. 88-113, 2020. Doi: https://doi.org/10.23925/rct.i95.47216

Gonçalves, P. S. L. Ontologia Hermenêutica e Teologia. Aparecida: Santuário, 2011.

Gonçalves, P. S. L. Zum Umgang mit den Modellenm von Inkulturation. In: Krämer, K.; Vellguth, K. (org.). Inkulturation. Gottes Gegenwart in den Kulturen. Freiburg: Herder, 2017. p. 221-245.

Gonçalves, P. S. L.; Fernandes, M. L. Fenomenologia da religião: teoria e aplicação. Reflexão, v. 45, p. 1-10. 2020.

Greschat, H. J. O que é Ciência da Religião? São Paulo: Paulinas, 2006.

Heidegger, M. Marcas do Caminho. Petrópolis: Vozes, 2008.

Heidegger, M. Phänomenologie des religiösen Lebens. Gesamtausgabe (60). Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann, 1995.

Hervieu-Léger, D. O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008.

Hock, K. Ciência da Religião. São Paulo: Loyola, 2010.

Joas, H. Abbiamo bisogno della religione? Soveria Mannelli: Rubbettino, 2010.

Küng, H. Religiões do mundo: em busca de pontos comuns. Campinas: Verus, 2004.

Maçaneiro, M. O labirinto sagrado: ensaios sobre religião psique e cultura. São Paulo: Paulus, 2011.

Maduro, O. Religião e luta de classes. Petrópolis: Vozes, 1983.

Mauss, M.; Hubert, H. Sobre o sacrifício. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

Terrin, A. N. Spiegare o comprendere la religione? Le scienze della religione a confronto. Padova: Edizione Messaggero, 1990.

Tillich, P. Si scuotono le fondamenta. Roma: Ubaldini, 1970.

Torres Queiruga, A. Repensasr a Revelação: a Revelação Divina na realização humana. São Paulo: Paulinas, 2010.

Vattimo, G. Depois da cristandade: por um cristianismo não religioso. São Paulo: Record, 2004.

Downloads

Publicado

2022-09-21

Como Citar

Gonçalves, P. S. L., & Fernandes, M. L. . (2022). Análise da religião em suas formas e suas perspectivas diversas. Reflexão, 47. https://doi.org/10.24220/2447-6803v47e2022a6538