Sobre a amizade social e o amor político na encíclica Fratelli Tutti do Papa Francisco Sobre a amizade social e o amor político na encíclica Fratelli Tutti do Papa Francisco

Autores

  • José Roberto Abreu de Mattos Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Faculdade de Teologia, Departamento de Teologia Fundamental
  • Marco Antonio Separavich Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Medicina Preventiva

DOI:

https://doi.org/10.24220/2447-6803v47e2022a5735

Palavras-chave:

Amizade social, Amor político, Ética cristã, Fratelli Tutti

Resumo

 Em 2020, o Papa Francisco lançou a encíclica Fratelli Tutti: sobre a fraternidade e a amizade social, em que critica o modelo socioeconômico neoliberal global e os consequentes processos de exclusão social e empobrecimento a que estão sujeitas grandes parcelas da população mundial. Além disso, aponta o crescimento do individualismo, do egoísmo, do eficientismo social e o isolamento dos países ricos como fatores que presidem esses processos na atualidade. A partir dos conceitos de amizade social e amor político ancorados na ética cristã, conforme apresentados pelo Sumo Pontífice na referida encíclica, reflete-se, neste texto, sobre a possibilidade do resgate da valorização da dignidade da vida e da política na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aguiar, O. A. A amizade como amor mundi em Hannah Arendt. O Que Nos Faz Pensar, n. 28, 2011.

Arendt, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1983.

Arendt, H. A dignidade da política. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

Castel, R. As transformações da questão social. In: Belfiore-Wanderley, M.; Bógus, L.; Yazbek, M. C. (org.). Desigualdade e a questão social. 2. ed. São Paulo: EDUC, 2000. p. 235-272.

Cunha, M. P. S. O movimento da alma: a invenção por Agostinho do conceito de vontade. Porto Alegre: Editora PUCRS, 2001.

Dupas, G. Atores e poderes na nova ordem global: assimetrias, instabilidades e imperativos de legitimação. São Paulo: Editora da UNESP, 2005.

Escorel, S. Vidas ao léu: trajetórias de exclusão social. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999.

Francisco, Papa. Carta Encíclica Fratelli Tutti: sobre a fraternidade e a amizade social. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 2020. Disponível em: https://www.vatican.va/content/francesco/pt/encyclicals/documents/papa-francesco_20201003_enciclica-fratelli-tutti.html. Acesso em: 30 nov. 2021.

Francisco, Papa. Carta Encíclica Laudato Si: sobre o cuidado da casa comum. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 2015. Disponível em: https://w2.vatican.va/content/dam/francesco/pdf/encyclicals/documents/papa-francesco_20150524_ enciclica-laudato-si_po.pdf. Acesso em: 3 maio 2020.

La Boétie, E. Discurso da servidão voluntária. 2. ed. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1982.

Mattos, J. R. A.; Separavich, M. A. Reflexões sobre a pandemia à luz da Encíclica Laudato Si. Reflexão, v. 45, p. 1-14, 2020. https://doi.org/10.24220/2447-6803v45e2020a5078

Santo Agostinho. A Trindade. São Paulo: Paulus, 1994.

Santo Agostinho. Confissões. São Paulo: Nova Cultural, 2000.

Santo Agostinho. De diuersus quaestionibus ad Simplicianum libri duo. Turnholt: Brépols, 1970. (Series Latina 44).

Semanas Sociais Brasileiras. Mensagem do Papa Francisco para os Movimentos Populares. Comunicação SSB, Brasília, 20 out. 2021. Disponível em: https://ssb.org.br/noticias/mensagem-do-papa-francisco-para-os-movimentos-populares/. Acesso em: 4 mar. 2022.

Downloads

Publicado

2022-09-21

Como Citar

Mattos, J. R. A. de, & Separavich, M. A. (2022). Sobre a amizade social e o amor político na encíclica Fratelli Tutti do Papa Francisco Sobre a amizade social e o amor político na encíclica Fratelli Tutti do Papa Francisco. Reflexão, 47. https://doi.org/10.24220/2447-6803v47e2022a5735