Formação ética para a cidadania: uma investigação de habilidades sociais medidas pelo inventário de habilidades sociais

Autores

  • Kester CARRARA Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Mariana de Freitas BETETTO Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Palavras-chave:

Cidadania; Educação; Habilidades sociais

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi investigar se o repertório de habilidades sociais importantes para a formação ética de um grupo de estudantes de ensino médio, curso pré-vestibular e curso de graduação em psicologia evidenciava mudanças relacionadas à diferença de idade e características específicas dos contextos interativos oferecidos pelas instituições de ensino participantes desse processo. Foi aplicado o Inventário de Habilidades Sociais a uma amostra de 45 estudantes e questionários semiestruturados a nove professores. Entre os alunos, os resultados indicaram diferença estatisticamente significativa entre as classes das categorias de ensino investigadas em relação a diferentes conjuntos de habilidades sociais. Dos resultados obtidos com os professores, pode-se depreender que estes possuem noção clara das capacidades que o aluno deve obter para agir com ética e ser cidadão, mas esses professores não propiciam condições, no contexto escolar, para a promoção de tais habilidades. Isso indicou a necessidade de melhorias na capacitação dos docentes, visando à ampliação do repertório de habilidades sociais de seus alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alberti, R. E., & Emmons, M. L. (1978). Comportamento assertivo: um guia de auto-expressão. Belo Horizonte: Interlivros.

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. (1999). PCN: Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação.

Caballo, V. E. (1995). Una aportación española a los aspectos moleculares, a la evaluación y al entrenamiento de las habilidades sociales. Revista Mexicana de Psicologia, 12 (2), 121-131.

Carrara, K. (1996). Psicologia e a construção da cidadania. Psicologia: Ciência e Profissão, 16, 12-17.

Carrara, K. (2000). Contextualismo, contracontrole e cidadania. Revista da APG - Associação dos Pós-Graduandos da PUCSP, 9 (21), 23-38.

Del Prette, Z. A. P., & Del Prette, A. (1999). Psicologia das habilidades sociais: terapia e educação. Petrópolis: Vozes.

Del Prette, Z. A. P., & Del Prette, A. (2001a). Psicologia das relações interpessoais: vivências para o trabalho em grupo Petrópolis: Vozes.

Del Prette, Z. A. P., & Del Prette, A. (2001b). Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Del Prette, Z. A. P., & Del Prette, A. (2002). Avaliação de habilidades sociais de crianças com um inventário multimídia: indicadores sociométricos associados a freqüência versus dificuldade. Psicologia em Estudo, 7 (1), 61-73.

Del Prette, Z., & Del Prette, A. (2003). Aprendizagem sócio-emocional na infância e prevenção da violência: questões conceituais e metodologia da intervenção. In A. Del Prette & Z.A.P. Del Prette (Orgs.), Habilidades sociais, desenvolvimento e aprendizagem. Campinas: Editora Alinea.

Robinson, J. (2001). Modelo de enseñanza en la Comunidad Alternativa Los Horcones: conductismo radical como filosofia de la educación. In K. Carrara (Org.), Educação, universidade e pesquisa: paradigmas do conhecimento no final do milênio (pp.129-142). Marília: Unesp Publicações.

Skinner, B. F. (1990). Can Psychology be a science of mind? American Psychologist, 45, 1206-1210.

Skinner, B. F. (1993). Ciência e comportamento humano. São Paulo: Martins Fontes. (Originalmente publicado em 1953).

Downloads

Publicado

2022-11-16

Como Citar

CARRARA, K. ., & BETETTO, M. de F. . (2022). Formação ética para a cidadania: uma investigação de habilidades sociais medidas pelo inventário de habilidades sociais. Estudos De Psicologia, 26(3). Recuperado de https://seer.sis.puc-campinas.edu.br/estudos/article/view/7080