Teoria da la inidización: nuevas parámetros de investigación

Antonio García Gutiérrez

Resumo


O autor defini a indexação como um dos processos modulares da documentação. Ela está exposta não só à interdisciplinaridade no plano epistemológico, como também às manipulações ideológicas. A indexação chega até às áreas da linguística, semiótica, semântica, psicologia social e tecnologia, fato que torna necessário uma definição da própria perspectiva teórica. Rejeita-se o modelo tradicional ou "coincidente" da indexação, devido a que ele causa continuismo, isto é, significantes idênticos e gerais passíveis de um conhecimento linear, fora do contexto. O autor propõem uma alternativa, a indexação vetorial a qual é de projeção conceitual e resultado de uma cuidadosa análise documental. Por não se produzir uma indexação baseada na linguística documental, capaz de interagir com discos óticos, full texts, etc., corre-se o risco de separar irreversivelmente a tecnologia da documentação.

Unitermos: Indexação. Análise documentária. Linguística documental.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


TransInformação

ISSNe 2318-0889 (eletrônico)
ISSN 0103-3786 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.