A avaliação no projeto correção de fluxo: sob a ótica dos docentes e estudantes

Valderice Cecília Limberger Rippel

Resumo


O intuito deste estudo é discutir a avaliação realizada no Projeto Correção de Fluxo desenvolvido no estado do Paraná. Busca-se analisar as vantagens e limites sob a ótica dos egressos e dos docentes que participaram do programa. Salienta-se que é imprescindível discutir essa temática, de vez que, nos projetos dessa natureza, ciclos, progressão continuada, classes de aceleração a avaliação assumem centralidade quando o foco em pauta deveria ser a qualidade da educação. Alerta-se que é imperativo proporcionar aos docentes subsídio teórico sobre avaliação, pois apenas retirar a avaliação formal para evitar a retenção/exclusão não garante a aprendizagem/inclusão dos estudantes.

Palavras-chave: Avaliação; Ensino/Aprendizagem; Classes de Aceleração.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.