O início da escolarização primária no final do século xix em dois núcleos coloniais italianos

Eliane Mimesse, Elaine Cátia Falcade Maschio

Resumo


Este artigo aborda a maneira como ocorreu o processo de escolarização primária nas colônias italianas de Alfredo Chaves no Paraná e de São Caetano em São Paulo no final do século XIX e início do século XX; analisa as iniciativas de abertura das primeiras escolas, identifica seus professores, alunos, condições de funcionamento e conflitos, e questiona o interesse desses imigrantes pelo ensino institucionalizado. Embora os dois núcleos coloniais tenham passado pelo crivo de uma política provincial diferenciada, alguns aspectos da colonização, organização e formação econômica, social e cultural apresentaram similaridades. As fontes utilizadas neste estudo compõem-se dos mais variados documentos encontrados nos acervos dos arquivos públicos dos citados Estados. Conclui-se que esse processo representou aspectos que explicam a motivação pelo ensino institucionalizado: a escola foi um elemento fundamental na integração dos imigrantes na sociedade.

Palavras-chave: Escolarização primária. Imigrantes. Núcleos coloniais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.