Educação física escolar: reflexões e perspectivas em relação à inclusão do aluno com deficiência física

Juliana Buosi de Almeida, Márcia da Silva Cristina Rodrigues Coffani

Resumo


Investigou-se o processo de inclusão, nas aulas de educação física da rede de ensino de Araputanga (MT), dos alunos com deficiência física. A pesquisa de caráter qualitativo-descritiva empregou como instrumentos metodológicos: revisão bibliográfica; análise documental; observação participante; e entrevistas semiestruturadas com os professores de educação física. A criança e o adolescente em condição de deficiência têm direito de brincar, de viver o corpo em movimento como toda e qualquer pessoa. É o atendimento educacional especializado aos “portadores de deficiência física”, preferencialmente na rede regular de ensino, que pode possibilitar, embora não garantir, a participação em aulas de educação física. Promover o repensar de práticas e princípios pedagógicos no campo da educação física adaptada colabora com a formação de professores para atuação na escola e demais espaços sociais e com o processo de ensino e aprendizagem do movimento corporal junto às pessoas com necessidades especiais.


Palavras-chave


Educação física escolar. Inclusão. Metodologia de ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, C.M.F. O professor de educação física e a construção do saber. Campinas: Papirus, 1998.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: educação física. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

BROTTO, F.O. Jogos cooperativos: se o importante é competir, o fundamental é cooperar. 7. ed. São Paulo: Cooperação, 2003.

CASTELLANI FILHO, L. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas: Papirus, 1988.

COLETIVO de autores. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

DAOLIO, J. Educação física e o conceito de cultura. Campinas: Autores Associados, 2004.

FREIRE, J.B. De corpo e alma: o discurso da motricidade. São Paulo: Summus, 1991.

GUSMÃO, N. Antropologia e educação: origens de um diálogo. In: ANTROPOLOGIA e educação: interfaces do ensino e da pesquisa. Campinas: 1997. (Cadernos CEDES, n.43).

LUDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MINAYO, M.C.S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 23. ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

SANT’ANNA, D.B. É possível realizar uma história do corpo? In: SOARES, C. (Org.). Corpo e história. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2006.

SILVA, R.F.; SEABRA, L.J.; ARAÚJO, P.F. Educação física adaptada no Brasil: da história a inclusão educacional. São Paulo: Phorte, 2008.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v0n28a71

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.