O livro didático de educação física: uma leitura da produção acadêmica | The physical education textbook: A reading of the academic production

Fernando Garcez de Melo, Evando Carlos Moreira

Resumo


O objetivo do trabalho é reunir e interpretar a produção acadêmica (teses e dissertações) acerca do livro didático de educação física. Focalizou-se o período entre 1987 e 2018, utilizando as informações do Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. A justificativa reside na recente inclusão da educação física no Programa Nacional de Livro e Material Didático e a necessidade de encontrarmos subsídios para o acompanhamento desse processo de implementação e os desdobramentos no âmbito da prática docente da educação física. Tendo como referência o pragmatismo de Richard Rorty para recontextualizar a produção e apresentar um novo texto, destacam-se a esperança e os receios presentes nas produções acadêmicas, com realce para um conjunto de trabalhos “exploradores do potencial do livro didático” que possui esperança nas maneiras experimentais e humildes. Essa conjuntura de trabalho se diferencia de outro grupo (os “analistas de conteúdos”), crentes nas maneiras teóricas amplas de encontrar justiça e a verdade. Por fim, sugere-se outro ponto de vista aos professores de educação física, para que possam receber os livros didáticos da área com afeição a uma esperança humilde e experimentalista identificada, em especial, no grupo que será denominado “exploradores do potencial do livro didático”.

Palavras-chave


Educação corporal; Educação física; Livro didático.

Texto completo:

PDF

Referências


Alves, G.L. A produção da escola pública contemporânea. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2006.

Barroso, A.L.R. A utilização de material didático impresso para o ensino de um modelo de classificação do esporte na educação física escolar. 2015. 312f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2015.

Betti, M. Educação física como prática científica e prática pedagógica: uma reflexão à luz da filosofia da ciência. Revista Brasileira de Educação Física, v.19, n.3, p.183-97, 2005.

Bolzan, E. Das prescrições às práticas de pesquisa/formação compartilhadas: o lugar do livro didático na educação física. 2014.

f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

Bracht, V.; González, F.J. Educação física escolar. In: González, F.J.; Fensterseifer, P.E. Dicionário crítico de educação física. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2014. p.241.

Branquinho, R.S. Currículos apostilados: o professor de educação física da escola pública do estado de São Paulo frente ao novo

paradigma educacional. 2011. 179f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São

Paulo, 2011.

Carlos, C.U.B. Discussão sobre o livro didático na educação física a partir da proposta do estado do Paraná e da cidade de João Pessoa. 2016. 161f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016

Carmo, S.C. O livro como recurso didático no ensino de futebol. 1999. 121f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.

Cassani, J.M. Da imprensa periódica de ensino e de técnicas aos livros didáticos da educação física: trajetórias de prescrições

pedagógicas (1932-1960). 2018. 416f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.

Cassiano, C.C.F. O mercado de livros didáticos no Brasil: da criação do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) à entrada do capital internacional espanhol (1985-2007). 2007. 252f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de

São Paulo, São Paulo, 2007.

Choppin, A. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, v.30, n.3, p.549-566, 2004.

Costa, C.F. O livro didático público de educação física para o ensino médio do estado do Paraná: uma proposta marxista? 2014. 132f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014. f.3-17.

Darido, S.C.; Rangel, I.C.A. Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

Diniz, I.K.S. A dança no Ensino Médio: material didático apoiado pelas TIC. 2017. 360f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento

Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2017.

Farias, A.N. Livro didático e as TIC: limites e possibilidades para as aulas de educação física no município de Caucaia/CE. 2018.

f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2018.

Ferreira, M.S. Atletismo e promoção da saúde nos livros-texto brasileiros. 1993. 196f. Dissertação (Mestrado em Educação

Física) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1993. f.3.

Gadotti, M. Educação e poder: introdução à pedagogia do conflito. 7. ed. São Paulo: Cortez, 1987.

Galatti, L.R. Pedagogia do esporte: o livro didático como um mediador no processo de ensino e aprendizagem dos jogos esportivos coletivos. 2006. 165f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

Gatti Júnior, D. A escrita escolar da história: livro didático e ensino no Brasil (1970-1990). Uberlândia: EdUFU, 2004.

Ghiraldelli Júnior, P. O corpo: filosofia e educação. São Paulo: Ática, 2007.

Gil, A.C. Métodos e técnicas em pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

Gilioli, E.B. Livro didático público de educação física do estado do Paraná: potencial formativo. 2013. 207f. Dissertação (Mestrado

em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, 2013.

Giroux, H. Teoria crítica e resistência em educação. Petrópolis: Vozes, 1983.

Impolcetto, F.M. Livro didático como tecnologia educacional: uma proposta de construção coletiva para a organização curricular

do conteúdo voleibol. 2012. 320f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual

Paulista, Rio Claro, 2012.

Julia, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, v.1, n.1, p.9-44, 2001.

Kunz, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 1994.

Marangon, D. Mobilização para o saber, discurso pedagógico e construção de identidades: uma análise do livro didático público de

educação física do estado do Paraná. 2009. 275f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

Melo, F.G.; Moreira, E.C. Educação física no Programa Nacional de Livros e Materiais Didáticos/PNLD: a formação de agenda

em periódicos científicos. In: Semiedu: diálogos entre políticas públicas, formação de professores e Educação Básica, 26., 2018,

Cuiabá. Anais [...]. Cuiabá: SemiEdu, 2018.

Moraes, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência e Educação, v.9, n.2,

p.191-211, 2003.

Pacífico, T.M. Relações raciais no livro didático público do Paraná. 2011. 153f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade

Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

Paiva, F.S.L. Sobre o pensamento médico-higienista oitocentista e a escolarização: condições de possibilidade para o engendramento

do campo da educação física no Brasil. 2003. 451f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais,

Belo Horizonte, 2003.

Puchta, D.R. A escolarização dos exercícios físicos e os manuais de ginástica no processo de constituição da educação física como

disciplina escolar (1882-1926). 2015. 285f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte,

Puchta, D.R.; Taborda de Oliveira, M.A. O livro como ferramenta pedagógica para a inserção da educação física e da ginástica

no ensino público primário paranaense (fim do século XIX e início do século XX). Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v.3,

n.37, p.272-279, 2015.

Rodrigues, H.A. Basquetebol da escola: construção, avaliação e aplicabilidade de um livro didático. 2009. 173f. Dissertação

(Mestrado em Ciências da Motricidade) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2009. f.160.

Rorty, R. Objetivismo, relativismo e verdade. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997. p.134.

Rorty, R. Pragmatismo e política. São Paulo: Martins, 2005. p.50-87.

Rosário, L.F.R. A educação física na escola e suas interfaces com os conteúdos de história e ciências nos livros didáticos. 2006. 184f.

Dissertação (Mestrado em Ciências da Motricidade) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2006.

Rotelli, P.P. A construção e utilização de materiais curriculares como estratégia de formação de professores de educação física. 2012. 220f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

Rufino, L.G.B. “Campos de luta”: o processo de construção coletiva de um livro didático na educação física no Ensino Médio. 2012.

f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012. f.329.

Sérgio, M. Motricidade humana: uma nova ciência do homem. Lisboa: MEC/DGD, 1986.

Silva, E.T. Livro didático: do ritual de passagem à ultrapassagem. Em Aberto, v.16, n.69, p.11-16, 1996.

Silva, E.V. Educação olímpica no Ensino Médio: validação qualitativa de um material didático de educação em valores por meio do esporte. 2014. 252f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014. f.162.

Soares, C.L. et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

Souza Júnior, M.B.M. et al. Educação física e livro didático: entre o hiato e o despertar. Movimento, v.21, n.2, p.479-493, 2015.

Tahara, A.K. Práticas corporais de aventura: construção coletiva de um material didático digital. 2017. 192f. Tese (Doutorado em

Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2017.

Vieira, P.B.A. O texto escrito como recurso didático nas aulas de educação física: a perspectiva dos professores. 2014. 113f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2014.

Viñao Frago, A. Sistemas educativos, culturas escolares y reformas: continuidades y cambios. Madrid: Morata, 2002.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v24n3a4475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.