Currículo, Educação Física e multiculturalismo: análise de um currículo ribeirinho colonizado | Curriculum, Physical Education, and multiculturalism: An analysis of a colonized riverine curriculum

Marcio Antonio Raiol Santos, Lívia Maria Neves Bentes, Suellen Ferreira Barbosa

Resumo


O contexto de uma sociedade multicultural faz com que a escola abrigue um intenso cruzamento de culturas. No entanto, historicamente, esse cruzamento tem acontecido dentro de relações assimétricas de poder, nas quais os conhecimentos das culturas dominantes tendem a prevalecer sobre os conhecimentos da cultura popular, aflorando a necessidade de questionamentos em torno deste cenário. Esta pesquisa tem por objetivo analisar a Matriz Curricular para o Ensino Fundamental – anos finais (6° ao 9° ano) do componente Educação Física, do município de Cametá (Pará), proposta em 2017, pela Secretaria Municipal de Educação. A partir da análise do documento se buscam elementos que o caracterizam como um currículo colonizado, trazendo para a discussão e reflexão os princípios norteadores de um currículo multicultural, que valorize o patrimônio cultural corporal ribeirinho. A pesquisa é do tipo documental e está ancorada em uma abordagem qualitativa. Os resultados apontam a necessidade de construção coletiva e conflituosa de um currículo ribeirinho, que considere os saberes de um povo que tem sua produção cultural tecida no convívio com os rios e a floresta.


Palavras-chave


Cultura Ribeirinha. Currículo. Educação Física escolar. Multiculturalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, R. Amazônia, Pará e o mundo das águas do Baixo Tocantins. Revista Estudos Avançados, v.24, n.68, p.291-298, 2010.

Bhabha, H.K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003.

Bonow, D.; Mascarenhas, A.G. Pós-colonialismo e currículo escolar: considerações sobre o contraste entre universalismo e

relativismo. In: Seminário Internacional Imagens da Justiça, Currículo e Educação Jurídica, 1., 2012. Pelotas. Anais [...]. Pelotas: UFPEL, 2012.

Cametá. Secretaria Municipal de Educação. Matriz Curricular Para o Ensino Fundamental: anos finais (6° ao 9° ano). Cametá:

Semed, 2017.

Candau, V.M. Multiculturalismo e educação: desafios para a prática pedagógica. In: Moreira, A.F.B.; Candau, V.M. (Org.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. 10. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013. p.13-37.

Castellani Filho, L. Educação Física no Brasil: a história que não se conta. 19. ed. Campinas: Papirus, 2013. (Coleção Corpo e

Motricidade).

Forquin, J-C. Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993. p.14.

Franco, M.L.P.B. Análise de Conteúdo. 4. ed. Brasília: Liber Livro, 2012.

Ghiraldelli Júnior, P. Educação Física progressista: a pedagogia crítico-social dos Conteúdos e a Educação Física brasileira. São Paulo: Loyola, 1991.

Gordo, M.E.S.C.; Santos, M. A. R.; Moreira, W. W. A história da Educação Física no Brasil e suas bases legais. Belém: Editora Açaí, 2014.

Hall, S. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

Lopes, A.C.; Macedo, E. Teorias de Currículo. São Paulo: Editora Cortez, 2011.

Louro, G.L. Educação e docência: diversidade, gênero e sexualidade. Revista Brasileira de Pesquisa Sobre a Formação Docente, v.3, n.4, p.62-70, 2011.

Lüdke, M.; André, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. Rio de Janeiro: EPU, 2017. p.45.

Minayo, M.C.L. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 32. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

McLaren, P. Multiculturalismo crítico. 3. ed. São Paulo: Cortez Editora, 2000 (Coleção Prospectiva, v.3).

Neira, M.G.; Nunes, M.L.F. Educação Física, currículo e cultura. São Paulo: Editora Phorte, 2009a.

Neira, M.G.; Nunes, M.L.F. Praticando estudos culturais na educação física. São Caetano do Sul: Yendis Editora, 2009b.

Neira, M.G. A cultura popular como conteúdo do currículo multicultural da Educação Física. Revista Pensar a Prática, v.11, n.1, p.81-89, 2008.

Nunes, M.L.F.; Rúbio, K. O(s) currículo(s) da Educação Física e a constituição da identidade de seus sujeitos. Revista Currículo Sem Fronteiras, v.8, n.2, p.55-77, 2008.

Oliveira, I.A. Cartografias ribeirinhas: saberes e representações sobre práticas sociais cotidianas de alfabetizandos Amazônidas. Belém: CCESE-UEPA, 2008.

Oliveira, L.F.; Candau, V.M.F. Pedagogia decolonial e educação antirracista e intercultural no brasil. Educação em Revista, v.26, n.1, p.15-40, 2010.

Pereira. M.Z. A centralidade da pluralidade cultural nos debates contemporâneos no campo do currículo. Revista Currículo Sem Fronteiras, v.9, n.2, p.169-184, 2009.

Pérez Gómez, Á.I. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artmed, 2001.

Pinheiro, M.S.D. Currículo e seus significados para os sujeitos de uma escola ribeirinha, multisseriada no município de Cametá-Pará. 2009. 206f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2009.

Rodrigues, D.S.; França, M.P.S.G.S.A. A pesquisa documental sócio histórica. In: Marcondes, M.I.; Teixeira, E.; Oliveira, I.A. (Org.). Metodologias e técnicas de pesquisa em educação, Belém: EdUEPA, 2010. p.76-90.

Saviani, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v.12, n.34, p.152-180, 2007.

Saviani, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2013. (Coleção Memória e Educação).

Silva, T.T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

Silva, T.T. Os novos mapas culturais e o lugar do currículo numa paisagem pós-moderna. Revista Educação, Sociedade e Culturas, n.3, p.125-142, 1995.

Soares, C.L. Educação Física: raízes europeias e Brasil. 5. ed. Campinas: Autores Associados, 2012. (Coleção Educação Contemporânea).

Sousa Santos, B. Dilemas do nosso tempo: globalização, multiculturalismo e conhecimento. Revista Currículo Sem Fronteiras, v.3, n.2, p.5-23, 2003.

Sousa, R.V. Campesinato na Amazônia: da subordinação à luta pelo poder. Belém: NAEA, 2002.

Stoer, S.R.; Cortesão, L. Levantando a pedra: da pedagogia inter/multicultural às políticas educativas numa época de transnacionalização. Porto: Afrontamento, 1999.

Torres, N.M. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: Gómez, S.C.; Grosfoguel, R. (Org.). El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores, p.127-167, 2007.

Zotti, S.A. O currículo no Brasil colônia: proposta de uma educação para a elite. Revista Práxis Educacional, v.2, n.2, p.115-140, 2006.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v24n2a4301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.