A formação inicial de professores de sala de recursos multifuncionais a partir do olhar dos professores atuantes / The initial preparation of multifunctional resource room teachers in the perspective of working teachers

Patricia Moralis Caramori, Enicéia Gonçalves Mendes, Alessandra Daniele Messali Picharillo

Resumo


A questão sobre a formação do professor de Educação Especial é controversa; alguns defendem que seja na formação inicial enquanto outros apontam a formação continuada. O presente estudo teve como objetivo investigar o que os professores que atuam no atendimento educacional especializado pensam sobre como deve ser a formação inicial em Educação Especial. O estudo, de natureza qualitativa, baseado na metodologia de pesquisa colaborativa, teve a realização de grupos focais com professores de 14 cidades do Brasil. Os dados se referem a 134 excertos, analisados e codificados no software ATLAS.ti, selecionados por se referirem especificamente à formação inicial ideal para atuar em Educação Especial. Os resultados mostram que os professores tendem a valorizar a própria formação, em sua maioria a Pedagogia. Ao mesmo tempo que defendem suas graduações como o melhor lócus de formação, também demandam muitas mudanças, como a inserção de conteúdos teórico-práticos específicos da Educação Especial, a ponto de se questionar se seria viável, e se a solução da formação seria a base generalista. Muitas dessas mudanças são decorrentes da complexidade do papel do professor de Educação Especial conforme a atual política de inclusão escolar, mas pouco se questiona se as atribuições que lhe são impostas são viáveis, se existe algum tipo de formação que leve a esse superprofissional, ou mesmo se é essa a política de atendimento que garante o direito à educação de alunos público-alvo da Educação Especial.


Palavras-chave


Educação especial. Educação inclusiva. Formação inicial de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


Bandeira-de-Mello, R.; Cunha, C.J.C.A. Operacionalizando o método da grounded theory nas pesquisas em estratégia: técnicas e procedimentos de análise com apoio do software ATLAS/ti. In: Encontro de Estudos em Estratégia, 1., 2003, Curitiba. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: Anpad, 2003. Disponível em: . Acesso em: 12 maio 2017.

Brasil. Conferência Nacional de Educação. Construindo o sistema nacional articulado de educação: o plano nacional de educação, diretrizes e estratégias de ação. 2010. Disponível em: . Acesso em: 4 maio 2016.

Brasil. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006. Institui diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em Pedagogia, licenciatura. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 2006. Disponível em: . Acesso em: 3 maio 2016. Brasil. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, de 11 de setembro de 2001. Institui diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. Brasília: Conselho

Nacional de Educação, 2001a.

Brasil. Decreto nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o Art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União, Brasília, 2005. Disponível em: . Acesso: 16 jun 2016.

Brasil. Ministério da Educação. Diretrizes para a formação inicial de professores da educação básica. Brasília: Ministério da Educação, 2001b. Disponível em: . Acesso em: 16 maio 2016.

Brasil. Ministério da Educação. Lei nº 9.394. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Ministério da Educação, 1996.

Brasil. Ministério da Educação. Política de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, 2007. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2017.

Brasil. Ministério da Educação. Plano nacional de formação dos professores da educação básica. Brasília: Ministério da Educação, 2009. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2017.

Dorziat, A. A formação de professores e a educação inclusiva: desafios contemporâneos. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2v.

Fernandes, E.M. Princípios metodológicos da disciplina prática pedagógica em educação inclusiva na formação de professores em cursos de licenciatura da UERJ. In: Mendes,

E.G.; Almeida, M.A. A pesquisa sobre inclusão escolar em suas múltiplas dimensões: teoria, política e formação. Marília: ABPEE, 2012.

Garcia, R.M.C. Política nacional de educação especial nos anos 2000: a formação de professores e a hegemonia do modelo especializado. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2v.

Glaser, B.E.; Strauss, A. The discovery of grounded theory. Chicago: Aldine, 1967.

Hancock, B. Trent focus for research and Development in Primary Health Care: An introduction to qualitative research. Nottingham: Trent Focus, 2002.

Jesus, D.M.; Alves, E.P. Serviços educacionais especializados: desafios à formação inicial e continuada. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2 v. Lacerda, C.B.F.; Santos, L.F.S.; Caetano, J.F. Tenho um aluno surdo, e agora? Introdução à Libras e educação de surdos. São Carlos: EdUFSCar, 2013.

Lieberman, A. Collaborative research: Working with, not working on. Educational Leadership, v.43, n.5, p.29-32, 1986.

Martins, L.A.R. Um olhar para a formação docente na perspectiva da educação inclusiva. In: Marquezine, M.C. et al. Políticas públicas e formação de recursos humanos em educação especial. Londrina: ABPEE, 2009. Série Estudos Multidisciplinares de Educação Especial.

Martins, L.A.R., A visão de licenciandos sobre a formação inicial com vistas à atuação com a diversidade de alunos. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2v.

Mendes, E.G.A Formação do professor e a política nacional de educação especial. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2v.

Mendes, E.G.; Cia, F.; Cabral, L.S.A. (Org.). Inclusão escolar e os desafios para a formação de professores em educação especial. São Carlos: Marquezine e Manzine, 2015. 3v. Mendes, E.G.; Vilaronda, C.A.R.; Zerbato, A.P. Ensino colaborativo como apoio à inclusão escolar: unindo esforços entre educação comum e especial. São Carlos: EdUFSCar, 2014.

Oliveira, I.M.; Pinto, A.K.P. Estágio extracurricular e formação em educação especial. In: Caiado, K.R.M.; Jesus, D.M.; Baptista, C.R. Professores e educação especial: formação em foco. Porto Alegre: Mediação, 2011. 2v. Oliveira, P.S.; Mendes, E.G. Análise do projeto pedagógico e da grade curricular dos cursos de licenciatura em educação especial. Educação e Pesquisa, v.1, p.1-17, 2016.

Petrini, M.; Pozzebon, M. Usando Grounded Theory na construção de modelos teóricos. Revista Gestão e Planejamento, v.10, n.1, p.1-18, 2009.

Saviani, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v.14, n.40, p.143-155, 2009.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v23n1a3770

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.