Abordagens teórico-metodológicas em educação não formal e animação sociocultural / Theoretical-methodological approaches in non-formal education and socio-cultural activities

Renata Sieiro Fernandes, Lívia Morais Garcia Lima, Antonio Carlos Miranda

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa qualitativa, do tipo bibliográfica e documental, sobre as abordagens teórico-metodológicas desenvolvidas nas pesquisas em educação não formal e animação sociocultural em âmbito brasileiro e internacional, a partir do levantamento de dados em publicações nas áreas de Educação, disponibilizadas no site do Scielo até 2014, pois se nota uma lacuna com relação a esse conhecimento sistematizado. Para tanto, o procedimento de investigação visou levantar e identificar as produções acadêmicas e de pesquisa no âmbito dos Programas de Pós-Graduação em Educação e áreas afins, brasileiros e internacionais, para sintetizar e refletir sobre suas principais características, de forma a constituir um mapeamento inicial, provisório e parcial desse campo. Teoricamente, percebe-se que o referencial teórico que embasa tanto a educação não formal como a animação sociocultural advêm dos Estados Unidos e da Europa, especialmente Espanha e Portugal, carecendo de um embasamento nacional, embora essa tarefa já esteja em andamento. A formação dos educadores tem se dado em serviço, embora haja tentativas e esforços para que se criem e consolidem cursos de formação em nível técnico e, eventualmente, em nível universitário, como acontece fora do Brasil. As pesquisas mostram o quanto tem sido feito, ao mesmo tempo que apontam a necessidade de maior e constante direcionamento para o campo educativo e as problemáticas além do escolar, pois que o campo da Educação tem privilegiado o campo da educação formal em detrimento de experiências formativas e de socialização que acontecem fora dos espaços escolares, apesar da proliferação de ações socioculturais para diferentes tipos de públicos na contemporaneidade.

Palavras-chave: Animação sociocultural. Educação não formal. Formação de educadores.


Palavras-chave


Animação sociocultural. Educação não formal. Formação de educadores.

Texto completo:

PDF

Referências


Afonso, A.J. Sociologia da educação não formal: reactualizar um objecto ou construir uma nova problemática? In: Esteves, A.J.; Stoer, S.R. A sociologia na escola. Porto: Afrontamento, 1989. p.83-96.

Brembeck, C.S. Non formal education: A definitional problem. Program of Studies in non Formal Education, v.1, n.2, p.1-25, 1974.

Brembeck, C.S. Formal education, non formal education and expanded conceptions of development: Ocasional papers non formal education. Michigan: Institute for International Studies in Education, 1978.

Brennan, B. Reconceptualizing non-formal education. International Journal of Lifelong Education, v.16, n.3, p.185-200, 1997.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Ministério da Educação. Classificação da produção intelectual. Brasília: CAPES, 2014. Disponível em: < http://www.capes.gov.br/avaliacao/instrumentos-de-apoio/classificacao-da-producao-intelectual> Acesso em: 10 abr. 2014.

Conselho Europeu. Bruxelles: Geropean-Council, 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 jan. 2013.

Fávero, O. Educação não-formal: contextos, percursos e sujeitos. Educação & Sociedade, v.28, n.99, p.614-617, 2007. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2014.

Garcia, V.A. A educação não formal como acontecimento. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

Gohn, M.G. Educação não formal, na Pedagogia Social. Congresso Internacional de Pedagogia Social, 1., 2006, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: USP, 2006. Disponível em: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=M

SC0000000092006000100034&script=sci_arttext>. Acesso em: 21 abr. 2014.

Lima, L.M.G. Turismo cultural e educação não formal em fazendas históricas paulistas: uma abordagem inovadora no campo do patrimônio histórico-cultural. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

Palhares, J.A. Reflexões sobre o não escolar na escola e para além dela. Revista Portuguesa de Educação, v.22, n.2, p.53-84, 2009. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2014.

Trilla, J. La educación fuera de la escuela: ámbitos no formales y educación social. Barcelona: Editorial Ariel, 1996.

Trilla, J. Animación sociocultural: teorias, programas y ámbitos. Barcelona: Editorial Ariel, 2008.

Ventosa, V. Fuentes de la animación sociocultural en Europa. Madrid: Editorial CCS, 2002.

Ventosa, V. Ámbitos, equipamientos y recursos de intervención socioeducativa. Madrid: Editorial CCS, 2011.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v22n3a3605

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.