A formação do pesquisador e a Pós-Graduação em Educação no Brasil

Roberta Melo de Andrade Abreu, Arnaud Soares de Lima Junior

Resumo


Nesta investigação objetivou-se implementar uma discussão teórico-crítica sobre a formação do pesquisador em Educação e a Pós-Graduação no Brasil. Tomaram-se como base os eixos: Formação do pesquisador em Educação, fazendo uma abordagem histórico-crítica do surgimento da Pós-Graduação no Brasil, suas bases legais e influências; Problemas e dilemas da formação, apresentando situações contraditórias e conflituosas da realidade da formação do pesquisador em Educação no Brasil, e estabelecendo relações com o contexto político, econômico e social. Realizou-se uma abordagem qualitativa de pesquisa, considerando-se a análise de dados bibliográficos e documentais, com a utilização de técnicas e análises de conteúdos. Foi constatado que a discussão metodológica é um tanto nebulosa na formação do pesquisador em Educação, pois as metodologias que se legitimaram nesse campo, muitas vezes, são vistas como um universo incontestável. Durante o percurso formativo, não é comum fóruns que se disponham a debater essas metodologias, muito menos o que as fundamenta. Tal realidade contribui para o empobrecimento das práticas investigativas. Coloca-se a necessidade de uma discussão mais aprofundada sobre a relação saber, conhecimento e verdade, dado que, em Educação, “saber” é restrito ao conhecimento decorrente de práticas sociais e cotidianas. Constatou-se, ainda, que a fragilidade dessa formação está intimamente relacionada com aspectos políticos, sociais e econômicos. É preciso repensar as bases da formação, convocando todas as partes envolvidas para uma discussão, bem como colocar em pauta a sua atual condição e discutir se os pesquisadores ali formados tiveram oportunidades reais de construir uma base epistemológica que colabore com a construção de suas pesquisas e os faça pensar em sua verdadeira função social.

Palavras-chave: Formação dos profissionais da educação. Pesquisa da educação. Pós-graduação em educação.


Palavras-chave


Formação dos profissionais da educação; Pesquisa da educação; Pós-graduação em educação

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 977 de 3 de dezembro de 1965. Definição dos cursos de pós-graduação. Brasília: Capes, 1965. Disponível em: . Acesso em: 27 jan. 2014.

Brasil. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Institucional: história e finalidades. Brasília: INEP, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2013.

Declaração de Bolonha de 19 junho de 1999: declaração conjunta dos ministros da educação europeus. Bolonha, 1999. Disponível em: . Acesso em: 2 dez. 2014.

Declaração de Sorbonne de 25 de maio de 1998: declaração conjunta dos quatro ministros responsáveis pelo Ensino Superior na Alemanha, França, Itália e Reino Unido. Paris, 1998. Disponível em: . Acesso em: 2 dez. 2014.

Derrida, J. A universidade sem condição. São Paulo: Estação Liberdade, 2003.

Feyerabend, P. Contra o método. 3.ed. Rio de Janeiro, 1989.

Gatti, B.A. Pesquisa, educação e pós-modernidade: confrontos e dilemas. Cadernos de Pesquisa, v.35, n.126, p.595-608, 2005.

Gouveia, A.J. A pesquisa educacional no Brasil. Cadernos de Pesquisa, n.1, p.1-48, 1971.

Guattari, F. As três ecologias. Campinas: Papirus, 2011.

Lima, L.; Azevedo, M.; Catani, A. O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a universidade nova. Revista Avaliação, v.13, n.1, p.7-36, 2008.

Lima Júnior, A.S. Tecnologias inteligentes e educação: currículo hipertextual. Rio de Janeiro; Juazeiro: Fundesf, 2005.

Lüdke, M. Influências cruzadas na constituição e na expansão do sistema de pós-graduação stricto sensu em Educação no Brasil. Revista Brasileira de Educação, n.30, 117-123, 2005.

Nóvoa, A. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, v.25, n.1, p.11-20, 1999.

Oliveira, D.B. A formação do pesquisador na pós-graduação em educação na universidade: valores epistemológicos e ético-políticos. 2013. Tese (Doutorado em Educação) - Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, 2013.

Pessanha, C.E. Pesquisa e formação de pesquisadores em educação no Centro-Oeste: tendências e perspectivas. Série-Estudos, n.20, p.13-26, 2005.

Santos, B.S. Um discurso sobre as ciências. 12.ed. Porto: Afrontamento, 1988.

Warde, M. O papel da pesquisa na pós-graduação em educação. Cadernos de Pesquisa, n.73, p.67-75, 1990.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v21n1a2932

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.