Afrocentricidade: um conceito para a discussão do currículo escolar e a questão étnico-racial na escola

Maurício Silva

Resumo


Este artigo trata da relação entre a Lei nº 10.639 de 2003, que tornou obrigatório o estudo de história e cultura africana e afro-brasileira nos ensinos fundamental e médio, e o currículo escolar, relacionando-o a temas próprios desses universos culturais. O objetivo do artigo é discutir a aplicação de um currículo afrocentrado, tomando como ponto de partida o conceito de afrocentricidade, proposto pelo educador afroamericano Molefi Asante. Discute-se, nesse sentido, a promoção de práticas de interação dos diversos contextos sociais nos quais os alunos estão inseridos, dentro da dinâmica histórica e cultural própria do continente africano. A análise explora o conceito de afrocentricidade, divulgado nos Estados Unidos da América entre os anos 1980 e 1990, sobretudo por Molefi Asante, conceito que tem em seus fundamentos as teorias da negritude de Aimé Césaire e do pan-africanismo de Du Bois e Garvey. Segundo Moleti, a ideia de afrocentricidade se opõe à visão excludente, discriminatória e preconceituosa que a cultura eurocêntrica historicamente manifesta, defendendo a assunção dos afrodescendentes como sujeitos e agentes de práticas culturais e escolares.

Palavras-chave: Cultura afro-brasileira. Currículo. Educação. Relações étnicas.


Palavras-chave


Cultura afro-brasileira; Currículo; Educação; Relações étnicas

Texto completo:

PDF

Referências


Asante, M.K. The Afrocentric idea in education. The Journal of Negro Education, v.60, n.2, p.170-180, 1991.

Asante, M.K. Afrocentricidade: notas sobre uma posição disciplinar. In: Nascimento, E.L. (Org.). Afrocentricidade: uma abordagem epistemológica inovadora. São Paulo: Selo Negro, 2009. p.93-110.

Asante, M.K. Afrocentricity. Pennsylvania: World ages archive.com, 2011a. Available from: . Cited: May 25, 2011.

Asante, M.K. Afrocentricity: The theory of social change. Pennsylvania: AfricaWithin.com, 2011b. Avaliable from . Cited: 4 May, 2011.

Bracey Jr.; John, H.; Meier, A. Black ideologies, black utopias: Afrocentricity in historical perspective. Contributions in black studies. A Journal of African and African-American Studies, v.12, n.1, p.111-116, 1994.

Brasil. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: Mec, 2004.

Canen, A.; Oliveira, Â.M.A. Multiculturalismo e currículo em ação: um estudo de caso. Revista Brasileira de Educação, n.21, p.61-174, 2002.

Fanon, F. Os condenados da terra. Juiz de Fora: UFJF, 2005.

Freire, P. Cartas à Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.

Geulen, C. Breve historia del racismo. Madrid: Alianza Editorial, 2010.

Gonçalves, L.A.; Gonçalves e Silva, P.B. O jogo das diferenças: o multiculturalismo e seus contextos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

Gonçalves e Silva, P.B. Estudos afro-brasileiros: africanidades e cidadania. In: Abramowicz, A.; Gomes, N.L. (Org.). Educação e raça: perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p.37-54.

Hall, S. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

Miranda de Oliveira, V.R.E. Um currículo multicultural: práticas inclusivas e a afro-descendência. In: Oliveira, I.; Gonçalves e Silva, P.B. (Org.). Identidade negra: pesquisas sobre o negro e a educação no Brasil. São Paulo: Ação Educativa, 2003. p.103-116.

Munanga, K. Educação multicultural e desenvolvimento humano no contexto da diversidade brasileira. Teoria e Prática da Educação, v.7, n.3, p.343-348, 2004.

Nascimento, E.L. O olhar afrocentrado: introdução a uma abordagem polêmica. In: Nascimento, E.L. (Org.). Afrocentricidade: uma abordagem epistemológica inovadora. São Paulo: Selo Negro, 2009. p.181-196.

Rabaka, R. Teoria crítica africana. In: Nascimento, E.L. (Org.). Afrocentricidade: uma abordagem epistemológica inovadora. São Paulo: Selo Negro, 2009. p.129-146.

Santos Júnior, R.N. Afrocentricidade e educação: os princípios gerais para um currículo afrocentrado. Revista África e Africanidades, v.3, n.11, p.1-16, 2010.

Silva, M.J.L. As exclusões e a educação. In: Trindade, A.L.; Santos, R. (Org.). Multiculturalismo: mil e uma faces da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p.139-147.

Wiggan, G. Afrocentricity and the black intellectual tradition and education: Carter G. Woodson, W. E. B. Du Bois, and E. Franklin Frazier. The Journal of Pan African Studies, v.3, n.9, p.128-149, 2010.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v21n2a2903

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.