O ingresso de estudantes das camadas populares em uma universidade pública: desviando do ocaso quase por acaso

Débora Cristina Piotto, Renata Oliveira Alves

Resumo


Políticas de ações afirmativas vêm buscando aumentar o acesso ao ensino superior de estudantes das camadas populares que, em geral, consideram o ingresso em universidades públicas fora de seus horizontes de possibilidades. Assim, o objetivo do presente trabalho é discutir de que maneiras esses estudantes passam a cogitar o ingresso em uma universidade pública como algo passível de ser alcançado. Para isso, analisará aspectos de entrevistas em profundidade, realizadas com duas estudantes do ensino superior público provenientes de camadas populares. Discute-se que a possibilidade de ingressar em uma universidade pública surgiu casualmente nas trajetórias analisadas, havendo a necessidade da mediação de uma pessoa ou circunstância próxima socialmente para que oacaso fosse aproveitado e rentabilizado. Por fim, discute-se a importância da esfera do trabalho nas trajetórias das estudantes ao proporcionar a circulação por diferentes espaços sociais.

Palavras-chave: Camadas populares. Trajetórias escolares. Universidades públicas.


Palavras-chave


Camadas populares; Trajetórias escolares; Universidades públicas

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, A. Esforço contínuo: estudantes com desvantagens socioeconômicas e educacionais na USP. 2006. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Faculdade de Filosofia, Letras, Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

Barbosa, M.A. Estudantes de classes pobres na universidade pública: um estudo de depoimentos em Psicologia Social. 2004. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, 2004.

Bozsi, E. A pesquisa em memória social. Psicologia USP, v.4, n.1/2, p.277-284, 1993.

Bosi, E. Memória e sociedade: lembranças de velhos. São Paulo: TA Queiroz, 1979.

Bourdieu, P. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In: Nogueira, M.A.; Catani, A. (Org.). Escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 1998a. p.39-64.

Bourdieu, P. Futuro de classe e causalidade do provável. In: Nogueira, M.A.; Catani, A. (Org.). Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1998b. p.85-126.

Brandão, Z. Entre questionários e entrevistas. In: Nogueira, M.A.; Romanelli, G.; Zago, N. (Org.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis: Vozes, 2000. p.171-183.

Carvalho, C.H.A. O Prouni no governo lula e o jogo político em torno do acesso ao ensino superior. Educação e Sociedade, v.27, n.96, Esp., .979-1000, 2006.

Catani, A.; Hey, A.P.; G. Prouni: democratização do acesso às Instituições de Ensino Superior? Educar, n.28, p.125-140, 2006.

Fuvest vai isentar mais de 30 mil de pagar a taxa. Folha de São Paulo, São Paulo, 24 ago. 2007.

Lahire, G. O sucesso escolar nos meios populares: as razões do improvável. São Paulo: Ática, 1997.

Michelat, Sobre a utilização da entrevista não-diretiva em sociologia. In: Thiollent, M.J.M. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. São Paulo: Polis, 1987. p.191-211.

Pinto, J.M.R. O acesso à educação superior no Brasil. Educação e Sociedade, v.25, n.88, p.727-756, 2004. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2007.

Portes, E.A. Trajetórias e estratégias escolares do universitário das camadas populares BH. 1993. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1993.

Portes, E.A. Trajetórias escolares e vida acadêmica do estudante pobre da UFMG: um estudo a partir de cinco casos. 2001. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.

São Paulo limita programa de bônus da USP para a escola pública. Folha de São Paulo, São Paulo, 17 set. 2008.

Silva, J.S. “Por que uns e não outros?”: caminhada de estudantes da Maré para a universidade. Vols I e II. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

Souza, M.S.N.M. Do seringal à universidade: o acesso das camadas populares ao ensino superior público no Acre. 2009. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

Viana, M.J.B. Longevidade escolar em famílias de camadas populares: algumas condições de possibilidades. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1998.

Viana, M.J.B. Longevidade escolar em família de camadas populares: algumas condições de possibilidades. In: Nogueira, M.A.; Romanelli, G., Zago, N. (Org.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis: Vozes; 2000. p.25-55.

Viana, M.J.B. Longevidade escolar em famílias de camadas populares: algumas condições de possibilidades. In: Nogueira, M.A.; Romanelli, G.; Zago, N. (Org.). Família escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis: Vozes, 2000. p.45-55.

Zago, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, v.11, n.32, p.226-237, 2006.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v21n2a2896

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.