A afetividade no processo de orientação de pesquisa científica

Bruna Mazzer Nogueira, Sérgio Antônio da Silva Leite

Resumo


O presente texto é baseado em uma pesquisa cujo objetivo foi descrever e analisar as práticas pedagógicas desenvolvidas por uma orientadora de pesquisa científica, que tiveram impactos afetivos positivos na relação que se estabeleceu entre sua orientanda e as próprias práticas de pesquisa realizadas. As bases teóricas fixam-se na área da Psicologia, principalmente em Vigotski e Wallon. A análise agrupou os relatos do sujeito em núcleos temáticos relacionados às características relevantes da orientadora e do processo de orientação por ela desenvolvido. Dessa forma, foi possível identificar os impactos positivos da mediação pedagógica realizada pela orientadora em relação ao sujeito, com o possível estabelecimento de uma relação afetivamente positiva entre o sujeito e seu objeto de conhecimento, no caso, a prática da pesquisa. A discussão dos dados obtidos foi realizada com base na abordagem teórica assumida. A pertinência do estudo se firma na escassez de pesquisas sobre o tema e no reconhecimento da importância da questão da afetividade nos processos de mediação.

Palavras-chave: Afetividade. Educação. Pesquisa científica. Psicologia. Vigotski. Wallon.


Palavras-chave


Afetividade; Educação; Pesquisa científica; Psicologia; Vigotski; Wallon

Texto completo:

PDF

Referências


Alves-Mazzotti, A.J. A revisão da bibliografia em teses e dissertações: meus tipos inesquecíveis: o retorno. In: Bianchetti; L.; Machado, A.M.N. (Org.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação e escritas de teses edissertações. 2.ed. Florianópolis: UFSC, 2006. p.25-41.

Bianchetti; L.; Machado, A.M.N. (Org.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação e escritas de teses e dissertações. 2.ed. Florianópolis: UFSC, 2006.

Bock, A.M.B.; Gonçalves, M.G.M.; Furtado, O. (Org.). Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. São Paulo: Cortez, 2002.

Conti, C.A.M.; Silva, J.L. Principais desafios da orientação: condições institucionais e relações interpessoais. In: Schnetzler, R.P.; Oliveira, C. (Org.). Orientadores em foco: o processo de orientação de teses e dissertações em educação. Brasília: Líber Livro Editora, 2010. p.141-189.

Leite, S.A.S. (Org.). Afetividade e práticas pedagógicas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2006.

Leite, S.A.S.; Colombo, F.A. A voz do sujeito como fonte primária na pesquisa qualitativa: a autoscopia e as entrevistas recorrentes. In: Pimenta, S.G.; Ghedin, E.; Franco, M.A.S. (Org.). Pesquisa em educação: alternativas investigativas com objetos complexos. São Paulo: Edições

Loyola, 2006. p.117-136.

Leite, S.A.S.; Higa, S.E.L. Aproximação-afastamento na relação entre crianças e as práticas de leitura: o papel da mediação pedagógica do professor. In: Leme, M.I.S.; Oliveira, P.S. (Org.). Proximidade e distanciamento. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2011. p.139-160.

Machado, A.M.N. A relação entre a autoria e a orientação no processo de elaboração de teses e dissertações. In: Bianchetti; L.; Machado, A.M.N. (Org.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação e escritas de teses e dissertações. 2.ed. Florianópolis: UFSC; São Paulo: Cortez, 2006. p.45-66.

Mahoney, A.A.; Almeida, L.R. Afetividade e processo nsinoaprendizagem:

contribuições de Henri Wallon. Revista Psicologia da Educação, n.20, p.11-30, 2005.

Saviani, D. A pós-graduação em educação no Brasil: pensando o problema da orientação. In: Bianchetti, L.; Machado, A.M.N. (Org.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação e escritas de teses e dissertações. 2.ed. Florianópolis: UFSC; São Paulo: Cortez, 2006. p.135-163.

Sguissardi, V. Prefácio. In: Schnetzler, R.P.; Oliveira, C. Orientadores em foco: o processo de orientação de teses e dissertações em educação. Brasília: Líber Livro Editora, 2010. p.9-15.

Tassoni, E.C.M. A dinâmica interativa na sala de aula: as manifestações afetivas no processo de escolarização. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

Vigotski, L.S. A Formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

Wallon, H. A evolução psicológica da criança. Lisboa, Portugal: Edições 70, 1995.

Zilbermann, R. Orientação: a aventura compartilhada. In: Bianchetti; L.; Machado, A.M.N. (Org.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação e escritas de teses e dissertações. 2.ed. Florianópolis: UFSC; São Paulo: Cortez, 2006. p.329-335.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v19n3a2852

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.