Ensinando em tempos de incertezas: a re-significação do erro em busca da melhoria da qualidade no ensino

Rogério Bartolomei

Resumo


A partir do quadro de crises ocorridas nos últimos anos – excessiva racionalização do trabalho e desestruturação do mercado de trabalho, como novas formas de exclusão e desemprego - buscamos relacionar, neste artigo, os tempos de incertezas com as necessárias alterações no processo de ensino e aprendizagem em nível superior. A maioria das escolas superiores ainda adota metodologias de ensino baseadas nas teorias pedagógicas tradicionais, as quais valoram positivamente os acertos e negativamente os erros. Isso tem contribuído para o fracasso escolar e feito com que inúmeras possibilidades de construção de conhecimento tenham sido estancadas, levando estudantes e professores a situações de tensões incompatíveis com as finalidades da educação. Como superar esta visão simplista e reducionista em relação ao erro? Como podemos utilizar pedagogicamente as situações de erro, não só para superá-las como também delas extrair condições viáveis para o estudante alcançar o crescimento almejado, evitando o estigma do fracasso? Entendendo que uma das formas com as quais o docente pode contribuir para a melhoria do ensino seja exatamente agir sobre sua própria atuação e formação, este trabalho visa oferecer subsídios para auxiliar a capacitação dos docentes em instituições de ensino superior.

 

Palavras-chave: Formação de professores; Re-significação do erro; Qualidade do ensino superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.