Heidegger e o método da explicação fenomenológica dos fenômenos da religiosidade cristã na leitura de cartas de Paulo

Marcos Aurélio Fernandes

Resumo


Este texto visa desenvolver um estudo sobre o método da explicação fenomenológica de fenômenos da religiosidade cristã, realizada por Heidegger na leitura das Cartas de Paulo entre 1919 e 1921. Começa com o problema da formação de conceito em filosofia e sua relação com a vida fáctica. Depois, trata da indicação formal e da explicação fenomenológica, que se desdobra como exposição da tríplice estruturação do sentido do fenômeno, tal como ele se mostra na vida fáctica, em sua tríplice mundanidade. Esse método abre novas possibilidades de se ter acesso ao fenômeno nuclear do histórico; sua aplicação é exemplificada com a leitura da Carta aos Gálatas. A partir daí, procura-se problematizar as consequências da explicação fenomenológica para a filosofia da religião. Na conclusão, põe-se em relevo a importância da temporalidade e da historicidade tanto para o que se há de explicar, isto é, a religiosidade cristã, quanto para a própria realização da explicação, que é sempre histórica.

Palavras-chave: Fenomenologia. Historicidade. Mundo. Religiosidade cristã. Sentido. Temporalidade. Vida fáctica.


Palavras-chave


Fenomenologia. Historicidade. Mundo. Religiosidade cristã. Sentido. Temporalidade. Vida fáctica.

Texto completo:

PDF

Referências


HEIDEGGER, M. Die Grundbegriffe der Metaphysik: Welt - Endlichkeit - Einsamkeit: Gesammtausgabe Band 29/30. Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann, 1983.

HEIDEGGER, M. O que é isto: a filosofia? Identidade e diferença. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

HEIDEGGER, M. Sein und Zeit. Tübingen: Max Niemeyer, 1986.

HEIDEGGER, M. Phänomenologie des Religiösen Lebens: Gesammtausgabe Band 60. Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann, 1995.

HEIDEGGER, M. Unterwegs zur Sprache. Stuttgart: Neske, 1997.

HEIDEGGER, M. A caminho da linguagem. Petrópolis: Vozes, 2003.

HEIDEGGER, M. Fenomenologia da vida religiosa. Petrópolis: Vozes, 2010.

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 2012.

HEIDEGGER, M.; BLOCHMANN, E. Briefwechsel 1918-1969. Marbach am Neckar: Deutsche Schillergesellschaft, 1990.

HUSSERL, E. Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica. Aparecida: Ideias & Letras, 2006.




DOI: https://doi.org/10.24220/2447-6803v41n1a3718

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases de datos e repositórios

 


Reflexão

ISSNe 2447-6803 (eletrônico)

ISSN 0102-0269 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.