A Pessoa. A Configuração de um rosto-alma na cultura contemporânea

Paula Cristina Pereira

Resumo


Este texto propõe (re)equacionar a pessoa como um rosto-alma, numa comunidade de sentido, face à cultura da imagem e da virtualidade, da cultura e sociedade contemporâneas, que têm fragmentado o homem e transformado a experiência pessoal em experiências anónimas e impessoais, próprias do alheamento. Uma configuração em que se procura colocar o íntimo e o profundo como categorias essenciais à compreensão do humano e à construção da pessoa. O que implica questionar uma crescente sensibilidade pós-orgânica pelo resgate de uma sensibilidade ontológica e articular a experiência do pensar com a experiência de ser pessoa.

Palavras-chave: Pessoa; Comunidade; Face; Interface; Sensibilidade pós-orgânica; Sensibilidade ontológica; Dramaticidade; Techné; Tecnologia


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Reflexão

ISSNe 2447-6803 (eletrônico)

ISSN 0102-0269 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.