Ensaios de pretensa vanguarda: revistas e cultura arquitetônica moderna no Brasil (1928‑1933) | Experiments of a pretentious avant‑garde: Magazines and the modern architectural culture in Brazil (1928‑1933)

Francisco Sales Trajano Filho

Resumo


Este artigo investiga três experiências editoriais pioneiras, as revistas “Movimento” (depois, “Movimento Brasileiro”), “Forma” e “Base” e sua contribuição para a formação da cultura da Arquitetura Moderna no Brasil entre o final dos anos 1920 e início da década de 1930. Em um contexto ainda hegemonizado por correntes tradicionalistas e historicistas, pouco permeável a Arquitetura Moderna e a seu teor internacionalista, a circulação dessas revistas, apesar da brevidade de sua existência, representou um espaço possível de exposição, debate e difusão do ideário e do imaginário modernos. Tanto pelo conteúdo divulgado quanto pela própria qualidade visual e gráfica, esses periódicos procuraram imbuir‑se de um inequívoco viés vanguardista, incomum no meio editorial de então e francamente divergente com a orientação dominante em termos culturais, marcada pelo crivo da busca por uma identidade nacional brasileira nas artes e na arquitetura. A despeito de sua importância, ainda e raro o interesse sobre o tema na historiografia da arquitetura brasileira, perceptível na escassez de pesquisas relevantes sobre a natureza, origem e instrumentalização desta literatura na formação da arquitetura moderna entre nos.


Palavras-chave


Arquitetura moderna. Brasil. Revistas de arquitetura. Vanguarda.

Texto completo:

PDF

Referências


A ESTADIA de Le Corbusier no Rio de Janeiro. Movimento Brasileiro, v.1, n.12, p.6, 1929.

BASE. v.1, n.1, p.1, 1933.

BATISTA, M.R. et. al. (Org.). Brasil: 1o tempo modernista, 1917/29: documentação. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, 1972.

BRUAND, Y. Arquitetura contemporânea no Brasil. 3.ed. Sao Paulo: Perspectiva, 1999.

COHEN, J.L. The future of architecture since 1889. London: Phaidon Press, 2012.

EXPOSICAO pasana ou nacionalismo artístico. Base, v.1, n.3, p.70, 1933.

GUBLER, J. I dispacci dell’avanguardia. Rassegna, v.4, n.12, p.7‑10, 1982.

JANNIERE, H.; VANLAETHEM, F. Architectural magazines as historical source or object? A methodological essay. In: JANNIERE, H.; VANLAETHEM, F. (Ed.). Revues d’architecture dans les annees 1960 et 1970/Architectural periodicals in the 1960s and 1970s. Montreal: IRHA, 2004.

LE CORBUSIER. Movimento Brasileiro, v.1, n.11, p.3, 1929.

LE CORBUSIER. Corolário brasileiro. Movimento Brasileiro, v.2, n.20/21, p.6, 1930.

LEONIDIO, O. Carradas de razão: Lucio Costa e a arquitetura moderna brasileira (1924‑1951). 2005. 368f. Tese (Doutorado em História) — Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

LIRA, J.T.C. Fraturas da vanguarda em Gregori Warchavchik. 2008. 477f. Tese (Livre‑Docência) — Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MARTINS, C.A F. Uma leitura crítica. In: LE CORBUSIER. Precisões sobre um estado presente da arquitetura e do urbanismo. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

MARTINS, C.A.F. Gregori Warchavchik: combates pelo futuro. In: WARCHAVCHIK, G. Arquitetura do século XX e outros escritos. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

MOREIRA, P. A cultura arquitetônica dos países de língua alemão e seus reflexos no desenvolvimento da arquitetura moderna no Brasil, 1880‑1954. Martius‑Staden‑Jahrbuch, n.52, p.37‑59, 2005a.

MOREIRA, P. Alexandre Altberg e a arquitetura nova no Rio de Janeiro. Berlim: [s.n.], 2005b.

NOBRE, A.L. (Org.). Lucio Costa. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2010.

NOVICK, A. Alberto Prebisch y la vanguardia clasica: Cuadernos de História Boletin del Instituto de Arte Americano e Investigaciones Esteticas Mario J. Buschiazzo. Buenos Aires: Facultad de Arquitectura, Diseno y Urbanismo,1998.

PALAVRAS de Lucio Costa. Forma, v.1, n.7/8, p.9, 1931.

PUGA, M. Peripecias do moderno em Latino America: dialogos entre Brasil e Argentina, anos 1920‑1940. 2003. 308f. Tese (Doutorado em História) — Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

REALIDADE Brasileira. Movimento Brasileiro, v.1, n.1, p.3,1928.

SANTOS, P.F. Quatro séculos de arquitetura. Barra do Pirai: Fundação Educacional Rosemar Pimentel, 1977.

SCOTT‑BROWN, D. Little magazines in architecture and urbanism. Journal of the American Institute of Planners, v.34, n.4, p.223‑233, 1968.

SOUZA, R.F.C. O debate arquitetônico brasileiro 1925‑36. Tese (Doutorado em Filosofia) — Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v16n1a4090

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.