Roma e as capitais: o mito e o plano

Andrea Buchidid Loewen, Ricardo Marques de Azevedo

Resumo


Este artigo trata da recuperação urbanística de Roma desde o retorno do papado de Avignon até o período barroco, e de como as intervenções urbanas ali praticadas tornaram-se modelo para as capitais nacionais que se consolidam a partir do século XVII.

PALAVRAS-CHAVE: Roma, história das cidades, capitais, urbanismo.


Palavras-chave


Roma, história das cidades, capitais, urbanismo.

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, R. M. de. Metrópole: abstração. São Paulo:

Perspectiva, 2006.

GUIDONI, E. L’urbanistica di Roma tra miti e progetti.

Roma: Laterza, 1990.

_______. La Città dal Medioevo al Rinascimento.

Roma: Laterza, 1992.

GÜNTHER, H. La rinascita dell’antichità. In: MILLON,

H.; LAMPUGNANI, V. (Org.) Rinascimento da Brunelleschi

a Michelangelo – La rapresentazione dell’architettura,

Milano: s. n., 1994.

INSOLERA, I. Le città nella storia d’Italia – Roma.

Roma: Laterza, 1996.

PANOFSKY, E.Renascimento e renascimentos na arte ocidental.

Lisboa: Editorial Presença, 1960.

PORTOGHESI, P. Roma barroca. Roma: Laterza, 1995.

SANFILIPPO, M. Le Tre Città di Roma – Lo sviluppo

urbano dalle origini a oggi, Roma: Laterza, 1993.

STINGER, C. The Renaissance in Rome. Bloomington:

Indiana University Press, 1985.

WESTFALL, C. W. L’Invenzione Della Città – La strategia

urbana di Nicolò V e Alberti nella Roma del ‘400.

Roma: NIS, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.