Goiana: cidade das oportunidades? A produção do espaço urbano resultante da implantação do polo industrial de desenvolvimento norte

Cristina Pereira de Araujo, Alexandra Oliveira Luna

Resumo


Este artigo pretende discutir a recente reestruturação territorial pela qual vem passando o município de Goiana, localizado na Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco. Lembrado por seu patrimônio histórico religioso e por sua base econômica e territorial marcada pela monocultura da cana-de-açúcar, o município vem recebendo, nos últimos anos, grandes empreendimentos industriais que têm como base três polos: automotivo, vidreiro e fármaco-químico. É nesse cenário que Goiana vem vivenciando importantes transformações em sua dinâmica, dentre elas, a chegada de novos empreendimentos habitacionais, agregados à atuação articulada dos agentes promotores imobiliários, com os proprietários fundiários e ao estado, proporcionando assim, uma reconfiguração na expansão urbana. A partir dessa contextualização, o artigo, primeiramente, retrata a produção do espaço urbano, enfocando a atuação dos agentes promotores imobiliários e suas estratégias e práticas espaciais a partir da inovação do produto residencial. Em seguida, traz um enfoque na discussão empírica a partir da compreensão da dinâmica intra-urbana do município e da dinâmica territorial atual, sendo essa, um dos elementos fundamentais para atração dos agentes imobiliários a partir da introdução da inovação do produto residencial, reconfigurando, assim, a expansão urbana do município.


Palavras-chave


Goiana. Mercado imobiliário. Produção do espaço.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMO, P. A cidade caleidoscópica. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2007.

AGÊNCIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE. Diagnóstico socioambiental do Litoral Norte de Pernambuco. Recife: CPRH, 2003.

ARAUJO, C.P. Paraísos à beira-mar: os empreendimentos turísticos imobiliários. In: VARGAS, H.C.; PAIVA, R.A. Turismo, arquitetura e cidade. Barueri, São Paulo: Manole, 2016. p.111-132.

ARAUJO, C.P.; VARGAS, H.C. Sorria: você está na Bahia: a urbanização e a turistificação do litoral baiano. Revista de Geografia e Ordenamento do Território, n.1, p.23-41, 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 ago. 2016.

BOTELHO, A. O Urbano em fragmentos: a produção do espaço e da moradia pelas práticas do setor imobiliário. São Paulo: Annablume, 2007.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CORRÊA, R.L. O Espaço urbano. 4. ed. São Paulo: Ática, 1995.

EMPRESA BRASILEIRA DE HEMODERIVADOS E BIOTECNOLOGIA. Análise Participativa da Realidade Socioambiental de Goiana. Recife: Hemobrás, 2013.

FEAGIN, J.R. The secondary circuit of capital: Office construction in Houston, Texas. International Journal of Urban and regional Research, v.11, n.2, p.172-190, 1987.

GEOEYE. GEOEYE Product Guide v1.0.1. Available from: . Cited: Nov. 30, 2015.

GOIANA BEACH. Goiana Beach Life: uma superestrutura a poucos minutos da praia! 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2016.

GOOGLE EARTH. Condomínio Fechados Caminho da Praia e Goiana Beach Life. 2015. Disponível em: Acesso em: 4 jun. 2017.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

HARVEY, D. Espaços de Esperança. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HARVEY, D. O enigma do capital: e as crises do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2011.

HARVEY, D. O Neoliberalismo: história e implicações. 5.ed. São Paulo: edições Loyola, 2014.

HARVEY, D. Os limites do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

HARVEY, D. The urban experience. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1989.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

LIPIETZ, A. O capital e seu espaço. São Paulo: Nobel, 1988.

LOGAN, J.R.; MOLOTCH, H.L. The city as a GrowthMachine. In: FAISTEIN, S.S.; CAMPBELL, S. Readings in urban theory. Oxford: Blackwell, 1996. p.291-338.

LOJKINE, J. O estado capitalista e a questão urbana. São Paulo: Martins Fontes, 1997. LYRA, T.M.; BEZERRA, A.C.V.; ALBUQUERQUE, M.S.V. Os desafios dos polos de desenvolvimento nas perspectivas dos atores de Goiana, Pernambuco. Physis Revista de Saúde Coletiva, v.25,

n.4, p.1117-1139, 2015.

MERCADO Imobiliário permanece aquecido em Goiana. JC Online, 22 maio 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2016.

MORAES, A.C.R. Contribuições para a gestão da zona costeira do Brasil: elementos para uma geografia do litoral brasileiro. São Paulo: Hucitec, 1999.

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIANA. Lei nº 1987, de 24 de setembro de 2006. Dispõe sobre o desenvolvimento urbano do município de Goiana, institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do município e dá outras providências. Prefeitura Municipal de Goiana, Goiana, 24 set. 2006.

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIANA. Plano diretor de desenvolvimento urbano de Goiana. Goiana: Prefeitura Municipal de Goiana. 2004. v.1. Disponível em: . Acesso em: 27 de jul. 2017.

SANDES, G. Goiana vai ganhar seu primeiro hotel. JC Online, 19 jul. 2014. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2016.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4.ed. São Paulo: Edusp, 2006.

SILVA, C. O canavial virou fábrica de automóveis: unidade da Jeep, do Grupo Fiat Chrystaler, muda cenário industrial no Nordeste. São Paulo: Grupo Estadão, 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2016.

SOUZA, M.A.A. et al. As formas de provisão da moradia na configuração socioespacial da Região Metropolitana do Recife. In: SOUZA, M.A.A.; BITOUN, J. (Org.) Recife: transformações na ordem urbana. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2015. p.241-285.

VARGAS, H.C. O fator localização revisitado. In: VARGAS, H.C.; ARAUJO, C.P. Arquitetura e mercado imobiliário. Barueri: Manole, 2014. p.35-51.

vargas , h.C.; ARAUJO, C.P. Habitação e dinâmica imobiliária em São Paulo: 1870-2014. In: VARGAS, H.C.; ARAUJO, C.P. Arquitetura e Mercado Imobiliário. Barueri: Manole, 2014. p.129-171.

VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel, 2001.

WILDERODE, D.J.V. Cidade à venda: interpretações do processo imobiliário. 2000. Tese (Doutorado) — Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v14n3a3711

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.