Brincando na cidade, crescendo em cidadania: um estudo sobre os parques infantis de Barcelona, Espanha

Marina Simone Dias

Resumo


O objetivo do presente artigo é ampliar a compreensão da complexidade do lugar que a criança ocupa na cidade contemporânea: no espaço urbano e na sociedade. Busca-se entender o potencial dos espaços públicos infantis, sua apropriação pelos sujeitos/crianças e a construção da sua cidadania. O estudo empírico avalia os espaços públicos infantis de Barcelona (Espanha) — cidade educadora — analisando suas características e seu papel no desenvolvimento integral das crianças.


Palavras-chave


Barcelona. Cidadania. Espaços lúdicos infantis. Espaços públicos. Infância.

Texto completo:

PDF

Referências


AITKEN, S. Do apagamento à revolução: o direito da criança à cidadania/direito à cidade. Educação & Sociedade, v.35, n.128. p.629-982, 2014.

ALDEROQUI, S.S. La ciudad: un territorio que educa. Caderno CRH, v.16, n.38, p.153-176, 2003.

ALMEIDA, M.T.P. O Brincar das crianças em espaços públicos. Tese (Doutorado em Didáctica y Organización Educativa) — Universidad de Barcelona, Barcelona, 2012.

ARIÈS, P. História social da infância e da família. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

AYUNTAMIENTO DE BARCELONA. Ecología, Urbanismo y Movilidad: Áreas de juego infantil. Barcelona: IAEC, [2016]. Disponible: <http://ajuntament.barcelona.cat/ecologiaurbana/es/servicios/la-ciudad-funciona/mantenimiento-del-espacio-publico/gestion-del-verde-y-biodiversidad/

areas-de-juego-infantil>. Acceso en: 20 jan. 2016.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001. A. Parques y campos de juego para niños. Barcelona: Blume, 1970.

BOHIGAS, O. Reconstrucción de Barcelona. Barcelona: MOPU Arquitectura, 1985.

BORGES, M.M.F.C. Diretrizes para projetos de parques infantis públicos. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) — Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

BORJA, J. Els reptes del territori i els drets de la ciutadania. Barcelona: PEC Ajuntament Barcelona, 1999.

BORJA-VILLEL, M.; BRINGAS, T. D.; VELÁZQUEZ, T. (Org.). Playgrounds: reinventar la plaza. Madrid: Museo Nacional de Arte Reina Sofía, 2014.

BROTO I COMERMA, C. Planificación y diseño: parques infantiles. Barcelona: Cartone, 2013.

BUSQUETS, J. Barcelona: la construcción urbanística de una ciudad compacta. Barcelona: Ediciones del Serbal, 2004.

COELHO, G.; DUARTE, C. R.; VASCONCELLOS, V. M. R. A criança e o espaço vivido da favela: a complexidade do espaço nas interações da infância. Oculum Ensaios, n.6, p.75-86, 2006.

DIAS, M.S.; FERREIRA, B.R. Espaços públicos e infâncias urbanas: a construção de uma cidadania contemporânea. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v.17, n.3, p.118-133, 2015.

FORTUNA, C. (Org.). Cidade, cultura e globalização. Oeiras: Celta Edições, 2001.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1993.

GARCIA, E.B. Ação cultural, espaços lúdicos e brinquedos interativos. In: MIRANDA, D.S.

(Org.). O parque e a arquitetura: uma proposta lúdica. São Paulo: Papirus, 1996.

INTERNATIONAL ASSOCIATION OF EDUCATING CITIES. Carta de ciudades educadoras,

Barcelona: IAEC, 1990. p. 8. Disponible: <http://www.bcn.cat/edcities/aice/adjunts/Carta%20

Ciudades%20Educadoras%20%202004.pdf>. Acceso en: 20 jan. 2016.

KUNZ, E. (Org.). Brincar & se-movimentar: tempos e espaços de vida da criança. Ijuí: Editora

Unijuí, 2015.

LANSKY, S. Na cidade, com crianças: uma etno-grafia especializada. Tese (Doutorado em Educação) — Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro Editora, 2009.

LIMA, M. S. A cidade e a criança. São Paulo: Nobel, 1989. (Coleção Cidade Aberta).

LOUREIRO, A.S.S. A cidade também é nossa: jardim-de-infância, espaço urbano e educação para a cidadania. Dissertação (Mestrado em Sociologia da Infância) — Universidade do Minho, Braga, 2010.

MALHO, M. J. A criança e a cidade: independência de mobilidade e representações sobre o espaço urbano. In: CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA. 5., Sociedades contemporâneas: reflexividade e acção. Lisboa, 2004. Actas… Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia, 2004. p.49-56.

MARTÍNEZ, V.N. et al. Playgrounds en el Siglo XXI: una reflexión sobre los espacios de juego en la infancia. Arquitectonics: Mind, Land and Society, n.25, p.189, 2013.

MARTINHO, J.I.P. O espaço da criança na cidade: um estudo crítico a partir da experiência de Aldo van Eyck. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) — Universidade do Porto, Porto, 2014.

MIRANDA, N. Origem e propagação dos parques infantis e parques de jogos. São Paulo: Departamento de Cultura, 1941.

MONTANER, J.M. La evolución del modelo Barcelona (1973-2004). In: MONTANER, J.M.;

ÁLVAREZ, F.; MUXI, Z. (Ed.). Archivo crítico Modelo Barcelona 1973-2004. Barcelona: Ajuntament, 2004.

MUMFORD, L. La pianificazione per le diverse fasi della vita. Urbanistica, n.1, p.7-11, 1945. NIEMEYER, C. A. C. Parques infantis de São Paulo: lazer como expressão de cidadania. São Paulo: Anna Blume, 2002.

OLIVEIRA, C. O Ambiente urbano e a formação da criança. São Paulo: Aleph, 2004.

POSTMAN, N. O desaparecimento da infância. Rio de Janeiro: Graphia Editorial, 1999.

SANTOS, M. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 1996.

SARMENTO, M.J. As culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade. In: SARMENTO, M. J.; CERISARA A. B. (Org.). Crianças e miúdos: perspectivas sociais pedagógicas da infância e da educação. Porto: ASA, 2004.

SARMENTO, M.J.; FERNANDES, N.; TOMÁS, C. Políticas públicas e participação infantil.

Educação, Sociedade & Culturas, n.25, p.183-206, 2007.

SOBARZO, O. A produção do espaço público: da dominação à apropriação. Revista GEOUSP:

Espaço e Tempo, n.19, p.93-111, 2006.

TONUCCI, F. La città dei bambini: un modo nuovo di pensare la città. Bari: Editori Laterza, 2005.

VIGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2002.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v14n3a3418

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.