A produção da “cidade oca” nos padrões recentes de verticalização e adensamento construtivo do município de São Paulo / The production of a “hollow city” in the recent patterns of verticalization and constructive densification of São Paulo municipality

Anderson Kazuo Nakano

Resumo


O objetivo do presente artigo é discutir, a partir de empreendimentos imobiliários residenciais verticais lançados, no município de São Paulo, no período entre 1998 e 2008, algumas problemáticas relacionados com a mensuração da densidade urbana que precisam ser levados em conta na busca por cidades mais densas e compactas. Para discutir o conceito de “cidade compacta”, o estudo examina as relações entre a densidade construtiva e a densidade demográfica, e dessa com a verticalização dos prédios de apartamentos. Verifica-se também a relação entre a densidade demográfica e os preços anunciados no lançamento dos apartamentos. A intenção é reforçar a ideia de que o aumento da densidade urbana deve se basear mais na intensificação do aproveitamento da terra urbana com habitantes instalados em locais e moradias adequadas e menos no simples aumento de áreas construídas que pode levar à produção de uma “cidade oca”.


Palavras-chave


Densidade construtiva. Densidade demográfica. Verticalização.

Texto completo:

PDF

Referências


ACIOLY, C.; DAVIDSON, F. Densidade urbana: um instrumento de planejamento e gestão urbana. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.

ARANHA, V.; TORRES, H. Lançamentos imobiliários e dinâmica demográfica recentes no município de São Paulo. Primeira Análise-Seade, n.15, 2014. Disponível em: . Acesso em: 3 dez. 2017.

CAMPOLI, J.; MacLEAN, A.S. Visualizing density. Cambridge: Lincoln Institute of Land Policy, 2007.

CHAKRABARTI, V. A coutry of cities: A manifesto for an urban America. New York: Metropolis Books, 2013.

CHOMBART DE LAUWE, P.H. Famille et habitation. Paris: CNRS, 1967.

EMPRESA BRASILEIRA DE ESTUDOS DE PATRIMÔNIO. Lançamentos imobiliários residenciais: empreendimentos residenciais entre 1985 e 2013 RMSP-CEM. São Paulo: Embraesp, [2013]. Banco de dados. Disponível em: . Acesso em: 3 dez. 2017.

FARR, D. Urbanismo sustentável: desenho urbano com a natureza. São Paulo: Bookman, 2013.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Déficit habitacional no Brasil 2007. Belo Horizonte: Ministério das Cidades, 2009.

GLAESER, E.L. Os centros urbanos: a maior invenção da humanidade. Como as cidades nos tornam mais ricos, inteligentes, saudáveis e felizes. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

JACOBS, J. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

NACIONES UNIDAS. Nueva Agenda Urbana. Quito: Naciones Unidas, 2017. Disponible en: . Acceso en: 1 Jun. 2017.

PONT, M.B.; HAUPT, P. Spacematrix: Space, density and urban form. Rotterdam: NAi Publishers, 2010.

SÃO PAULO (Cidade). Lei Municipal nº11.220 de 20 de maio de 1992. Institui a divisão geográfica da área do município em distritos, revoga a lei nº10.932, de 15 de janeiro de 1991, e dá outras providências. São Paulo, 1992. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

TASCHNER, S.P.; BÓGUS, L.M.M. A cidade dos anéis: São Paulo. In: RIBEIRO, L.C.Q. O futuro das metrópoles: desigualdades e governabilidade. Rio de Janeiro: Revan/Fase, 2000.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v15n1a3373

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.