A reorganização do setor de obras públicas em São Paulo: uma análise através da trajetória profissional do engenheiro Paula Souza, 1869-1891

Cristina de Campos

Resumo


Durante o século XIX a província/estado de São Paulo iniciou a institucionalização do setor de Obras Públicas, pois se ressentia da falta de uma repartição técnica para tratar das obras públicas em geral. Nas décadas finais do século XIX, o setor foi reorganizado para incorporar novas funções, como, por exemplo, a fiscalização das empresas prestadoras de serviços públicos e a encampação dos serviços de saneamento. Embora a reorganização do setor de Obras Públicas tenha sido identificada por vários autores, este artigo pretende revisitar tal processo através da trajetória de um engenheiro que participou ativamente daquela transformação, mais especificamente na transição entre o Império e a República. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho é analisar a reorganização do setor de Obras Públicas paulista através da trajetória profissional de Paula Souza em três momentos: em 1869, ao assumir a Inspetoria Geral de Obras Públicas da Província; em 1890, ao ser nomeado para organizar a Superintendência de Obras Públicas; e em 1891, ao ser convocado para elaborar um plano de saneamento para a capital. Tendo como fio condutor a trajetória profissional do engenheiro Paula Souza, espera-se contribuir para o entendimento da reorganização do setor de Obras Públicas, fundamental para o funcionamento de serviços públicos básicos assim como para o desenvolvimento das atividades produtivas.

PALAVRAS-CHAVE: Estado de São Paulo. Infraestrutura. Setor de obras públicas. Trajetória profissional.


Palavras-chave


Estado de São Paulo. Infraestrutura. Setor de obras públicas. Trajetória profissional.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, C.R.M. A peste e o plano: o urbanismo sanitarista do engenheiro Saturnino de Brito.

Dissertação (Mestrado) — Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São

Paulo, São Paulo, 1992.

BEIER, J.R. O gabinete topográfico de São Paulo: a formação de engenheiros construtores de estra‑

das como instrumento de governo da província de São Paulo (1835‑1849). Revista Brasileira de

História da Ciência. v.6, n.2, p.320‑337, 2013.

BERNARDINI, S.P. Os planos da cidade: as políticas de intervenção urbana em Santos: de Estevan

Fuertes a Saturnino de Brito (1892‑1910). São Carlos: Rima, 2006.

BERNARDINI, S.P. Construindo infraestruturas, planejando territórios: a Secretaria de Agricultura,

Comércio e Obras Públicas do Governo Estadual Paulista (1892‑1926). 2007. Tese (Doutorado) —

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

BUENO, L.M.M. Saneamento na urbanização de São Paulo. 1994. Dissertação (Mestrado) — Facul‑

dade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1994.

CAMPOS, C. A promoção e a produção das redes de águas e esgotos na cidade de São Paulo,

‑1892. In: Anais do Museu Paulista: história e cultura material. São Paulo: O Museu, v.13, n.2,

, p.189‑234.

CAMPOS NETO, C.M. Os rumos da cidade: urbanismo e modernização em São Paulo. São Paulo:

Editora Senac, 2000.

CASALECCHI, J.E. O Partido republicano paulista (1889‑1926). São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

CERASOLI, J.F. A formação do campo conceitual de estudos sobre a cidade: (im)possibilidades de

uma abordagem biográfica. In: FARIA, R.; CERASOLI, J. F.; LIRA, F. (Org.). Urbanistas e urbanismo no

Brasil: entre trajetórias e biografias. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2014. p.271‑306.

COSTA, L.A.M. O ideário urbano paulista na virada do século: o engenheiro Theodoro Sampaio e as

questões territoriais e urbanas modernas (1886‑1903). São Carlos: Rima, 2003.

COSTA, L.A.M. O moderno planejamento territorial e urbano em São Paulo: a presença norte‑ame‑

ricana no debate da formação do pensamento urbanístico paulista 1886‑1919. 2005. Tese (Dou‑

torado) — Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

OLIVEIRA, M.L.F. Entre a casa e o armazém: relações sociais e experiência da urbanização. São Paulo,

‑1900. São Paulo: Alameda, 2005.

PINTO, A.A. História da viação pública de São Paulo. São Paulo: Vanorden & Cia., 1903.

SANTOS, C.J.F. Nem tudo era italiano:São Paulo e pobreza, 1890‑1915. São Paulo: Anna Blume, 1998.

SÃO PAULO (Estado). Exposição apresentada ao Dr. Jorge Tibiriçá pelo Dr. Prudente J. de Moraes Bar‑

ros 1º governador do estado de São Paulo ao passar‑lhe a administração no dia 18 de outubro de 1890.

São Paulo: Tipografia Vanorden & Cia., 1890.

SÃO PAULO (Estado). Relatório apresentado ao Dr. Presidente do Estado de São Paulo pelo Dr. Jorge

Tibiriçá, Secretário dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas em 4 de abril de 1893. Rio

de Janeiro: Tipografia G. Leuzinger & Filhos, 1893.

SÃO PAULO (Província). Relatório com que S. Exc. o Sr. Presidente Conselheiro Joaquim Saldanha

Marinho passou a administração da Província de São Paulo a S. Exc. o Sr. Vice‑Presidente Coronel

Joaquim Floriano de Toledo a 24 de abril de 1868. São Paulo: Tipografia Ypiranga, 1868.

SÃO PAULO (Província). Relatório com que o S. Exc. o Sr. Senador Barão de Itaúna passou a adminis‑

tração da Província ao Exm. Sr. Comendador Antonio Joaquim da Rosa, 3º vice‑presidente. São Paulo:

Tipografia Americana, 1869.

SÃO PAULO (Província). Relatório da repartição de obras públicas apresentado em 20 de novembro

de 1886 pelo diretor geral Francisco Julio da Conceição”. In: SÃO PAULO (Província). Relatório

apresentado à Assembléia Legislativa Provincial de São Paulo pelo presidente da província Barão do

Parnaíba no dia 17 de janeiro de 1887. São Paulo: Tipografia Jorge Seckler & Comp., 1887. p.7.

SÃO PAULO (Provinvia). Comissão do Saneamento das Várzeas. Relatório dos Estudos para o sane‑

amento e aformoseamento das várzeas adjacentes à cidade de São Paulo apresentado ao Presidente do

Estado Dr. Américo Brasiliense de Almeida Mello, pela Comissão para esse fim nomeada em 1890 pelo

então governador Dr. Prudente José de Moraes e Barros. São Paulo: Comissão do Saneamento das

Várzeas, 1891.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v12n1a2719

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.