A Campinas de Fábio Penteado: propostas arquitetônicas de transformação urbana

Ivo Renato Giroto

Resumo


Para a cidade de Campinas foram idealizadas algumas das mais emblemáticas obras e projetos de Fábio Moura Penteado, reflexo da intensa relação vital do arquiteto com o lugar onde nasceu. Na cidade interiorana que, especialmente a partir da segunda parte do século XX, rapidamente se transformou em metrópole, seus projetos refletem um relevante esforço no exercício de pensar e preparar Campinas para a nova dimensão urbana e humana que adquiria. Este artigo apresenta projetos e obras do arquiteto em sua cidade natal, locus de significativa parte do acervo de sua obra, com ênfase nas três mais emblemáticas delas, o Teatro de Ópera, o Centro de Convivência Cultural e a residência para idosos Parque dos Anciãos, todas produzidas entre 1966 e 1968. Além de citar a extensa produção do arquiteto na cidade, o texto trata, ainda, de apresentar de forma sintética o pensamento estruturador de seu trabalho e sua relevância no cenário arquitetônico nacional. De forma complementar, a análise procura resgatar sua relação vital com a cidade, na qual residem suas raízes familiares, culturais e econômicas.

PALAVRAS-CHAVE: Campinas. Cidade. Cultura. Fábio Penteado.


Palavras-chave


Campinas. Cidade. Cultura. Fábio Penteado.

Texto completo:

PDF

Referências


PENTEADO, F. Nossa arquitetura antiga, um passado que já perdemos: Campinas poderia ter sido

monumento nacional, como Ouro Preto. Diário do Povo, 22 jul. 1984. p.10-13.

PENTEADO, F. Fábio Penteado: ensaios de arquitetura. São Paulo: Empresa das Artes, 1998.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v10n2a2142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.