Fama: reservatório e paisagem modificada

Antonio Colchete Filho, Elaine Cristina Muniz, Carina Folena Cardoso

Resumo


Inaugurada em 1963, a Usina Hidrelétrica de Furnas, localizada em Minas Gerais, foi construída com o objetivo de sanar a crise energética que ameaçava os principais centros socioeconômicos do Sudeste brasileiro. Contudo, seu reservatório foi responsável por uma série de alterações na paisagem da região, em especial no município de Fama, onde praias e cânions foram formados, vilarejos foram inundados, parte da área urbana foi submersa: a cidade, que no passado era ponto de acesso a outras localidades, hoje se encontra isolada. Essas transformações, continuam ocorrendo em Fama e modificam o modo de vida da população, mesmo passados mais de 50 anos da construção da usina. Essas considerações reforçam a atualidade e a relevância da discussão sobre os impactos causados pela implantação de usinas hidrelétricas. Embora pareça óbvio reinvestir em projetos nessa temática, uma vez que as demandas por energia são crescentes no País, ainda há muito a se discutir em termos de dimensionamento dos impactos ambientais desses empreendimentos e sobre o diálogo com as populações afetadas para que elas não enfrentem o mesmo sentimento de impotência que experimentou a população de Fama na década de 1960.

PALAVRAS-CHAVE: Paisagem. Paisagem modificada. Projetos urbanos. Reservatórios.


Palavras-chave


Paisagem. Paisagem modificada. Projetos urbanos. Reservatórios.

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. Banco de informações de geração. 2012. Disponível

em: . Acesso em:

abr. 2012.

BERMANN, C. Impasses e controvérsias da hidreletricidade. Estudos Avançados, v.21, n.59,

p.139-153, 2007.

BRASIL. Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a política nacional de recursos hídricos, cria

o sistema nacional de gerenciamento... Diário Oficial da União, 9 jan. 1997. Seção 1, p.470.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Texto com redação final da audiência pública n° 000744/01,

realizada em 16/08/01. Brasília: Câmera dos Deputados, 2001. Disponível em: <http://www2.

camara.gov.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/credn/notas-taquigraficas/

NT16082001.pdf>. Acesso em: 9 abr. 2012.

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Plano nacional de energia 2030. Brasília: MME, 2007.

Disponível em: . Acesso em:

abr. 2012.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais

Renováveis. Parecer nº 114, de 25 de novembro de 2009. Análise técnica do estudo de impacto

ambiental do aproveitamento hidrelétrico de Belo Monte. Brasília: IBAMA, 2009.

BUCCI, Â. Pedra e arvoredo. Vitruvius, 041.01, ano 4, 2003. Disponível em: <http://www.vitruvius.

com.br>. Acesso em: 10 mar. 2012.

COSTA, R.C. Hidroelétricas de grande escala em ecossistemas amazônicos: a Volta Grande do Xingu.

In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM AMBIENTE

E SOCIEDADE, 2002, Indaiatuba. Anais eletrônicos… São Paulo: ANPPAS, 2002. Disponível em:

<http://www.anppas.org.br/encontro_anual/encontro1/gt/energia/Reinaldo%20Correa%20Costa.

pdf>. Acesso em: 10 fev. 2012.

FRANCO, H.V. Fama: subsídios para a sua história. Pouso Alegre: Grafcenter, 2008.

GUIMARÃES ROSA, J. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades@: Fama-MG. Rio de

Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: .

Acesso em: 20 fev. 2012.

LEMOS, C.F. Energia na Amazônia: caminho para o desenvolvimento ou aprofundamento da exclusão?

In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM

AMBIENTE E SOCIEDADE, 2., 2004, Indaiatuba. Anais eletrônicos… São Paulo: Anppas, 2004.

Disponível em: <http://www.anppas.org.br/encontro_anual/encontro2/GT/GT06/chelen_ fischer.

pdf>. Acesso em: 12 abr. 2012.

MARTINS, M.L. Uma história da navegação a vapor no Sul de Minas (1880-1960). Diálogos, v.15,

n.2, p.409-436, 2011.

MEU DEUS, não sei se vou perdoar as dívidas de Furnas. O Estado de São Paulo, 10 jun. 2001. Disponível

em: . Acesso em: 2

fev. 2012.

MOREIRA FILHO, O. Uma transposição de rio esquecida. Revista UFG, n.2, p.78-82, 2006. Disponível

em: .

Acesso em: 5 abr. 2012.

MUNIZ, E. Fama: requalificação das margens do lago de Furnas. 2007. (Monografia) — Faculdade

de Arquitetura e Urbanismo, Juiz de Fora, 2007.

SANTOS, M. Metamorfose do espaço habitado. 4.ed. São Paulo: Hucitec, 1996.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v10n1a1933

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.