Arte e beleza na estética medieval

Luiz Cláudio Bittencourt

Resumo


Escritor prodigioso, Umberto Eco está presente no universo da arte e da arquitetura, oferece esse texto dos anos 1950 traduzido agora para o Brasil através da editora Record. É obra significativa para os interessados na compreensão dos valores estéticos da arquitetura e urbanismo do colonizador durante os primeiros séculos, momento em que, apesar do Renascimento, Maneirismo e Barroco, a tradição ainda sinaliza para sobrevivências da cultura medieval na colônia, principalmente onde a presença do Estado é tênue.

Texto completo:

PDF

Referências


Le Goff, J. Os intelectuais na Idade Média. São Paulo: Brasiliense, 1989.

Panofsky, E. Arquitetura gótica e escolástica. São Paulo: Martins Fontes, 1991.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v0n11_12a158

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.