A rua e a sociedade capsular

Gabriel Schvarsberg

Resumo


O presente artigo aborda duas experiências urbanas que atualmente disputam espaço no território físico e existencial das cidades brasileiras: a experiência da rua e a experiência capsular, pensada a partir do conceito de “civilização capsular”, proposto pelo filósofo belga Lieven de Cauter. Essas experiências, entretanto, apresentam-se menos como polaridades antagônicas do que superpostas, embaralhadas em variações de intensidades a depender de como cada sujeito urbano elabora seu modo de vida em suas trajetórias cotidianas, sobretudo nos modos como se sujeita aos padrões ditados pelos paradigmas financeiros ou escapa de suas determinações. Como pano de fundo, há a intenção de que o mergulho nesses paradoxos possa contribuir também para a construção de ferramentas críticas e políticas alternativas aos processos hegemônicos de produção do espaço urbano.

PALAVRAS-CHAVE: Cotidiano. Cultura urbana. Rua. Sociedade capsular.


Palavras-chave


Cotidiano. Cultura urbana. Rua. Sociedade capsular.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo?: e outros

ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

CARLOS, A.F.A. O espaço urbano: novos escritos sobre a

cidade. São Paulo: Labur, 2007.

CAUTER, L. The capsular civilization: on the city in the

age of fear. Rotterdam: NAi, 2004.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O que é a filosofia? São

Paulo: Editora 34, 1992.

GUATTARI, F. Caosmose: um novo paradigma estético.

São Paulo: Editora 34, 1992.

JACQUES, P.B. (Org.). Apologia da deriva: escritos

situacionistas sobre a cidade. Rio de Janeiro: Casa da

Palavra, 2003.

MAURO, D. 1960, Japão. Cronologia do Pensamento

Urbanístico, [2011?]. Disponível em: .

Acesso em: 18 maio

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo,

razão e emoção. 4.ed. São Paulo: USP, 2006.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo: globalização

e meio técnico-científico-informacional. 5.ed. São

Paulo: USP, 2008.

SENNETT, R. O declínio do homem público: as tiranias

da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

VILAÇA, Í. 1964, Reino Unido. Cronologia do Pensamento

Urbanístico, [2011?]. Disponível em: <www.

cronologiadourbanismo.ufba.br>. Acesso em: 18

maio 2012.

VIRILIO, P. O espaço crítico, e as perspectivas do tempo

real. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v0n16a1457

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.