Habitar o Plano Piloto: 50 anos - entre as prioridades definidas no projeto e aquelas valorizadas pela população

Tânia Beisl Ramos

Resumo


Como refere Lúcio Costa, a superquadra é a “raiz” do Plano Piloto de Brasília. A agregação de dois pares de superquadras contíguas define uma unidade de vizinhança e delimita a escala do “bairro”. Embora essa denominação não faça parte do vocabulário local, ela define um perímetro onde estão localizados os equipamentos especializados da unidade de vizinhança. O convívio social e o espaço de acolhimento fazem parte da ordenação inventada por Lúcio Costa. A inspiração vem, inicialmente, da cidade colonial de Diamantina, passando ainda pelo estudo das tradições lusas que o arquiteto realizou pessoalmente em Portugal. Passados 50 anos da inauguração da capital, este estudo lança um olhar sobre as prioridades definidas por Lúcio Costa e aquelas efetivamente valorizadas por quem habita as “asas” do Plano Piloto.

Palavras-chave: Convívio social. Superquadra. Unidade de vizinhança.


Palavras-chave


Convívio social. Superquadra. Unidade de vizinhança.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto nº 30.303, de 27 de abril de 2009.

Diário Oficial do Distrito Federal, 28 abr. 2009.

CAIRO, C.; PESSÔA, J. “Diamantina, MG” In: PESSÔA,

J.; PICCINATO, G. (Org.) Atlas de centros históricos do

Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2007.

COSTA, L. Registro de uma vivência. 2.ed. São Paulo:

Empresa das Artes, 1997.

COSTA, M.E. Com a palavra Lúcio Costa. Rio de Janeiro:

Aeroplano, 2001.

RAMOS, T.B. Os espaços do habitar moderno: evolução e

significados. Os casos português e brasileiro. Lisboa:

Fundação Calouste Gulbenkian, 2006.

RAMOS, T.B. Superquadra: vida suspensa. Arquitextos

n.112. Texto Especial 552. 2009. Disponível em:

<http://www.vitruvius.com.br/arquitextos/arq000/

esp522.asp>. Acesso em: 20 set. 2009.

REIS FILHO, N. G. Contribuição ao estudo da evolução

urbana do Brasil, 1500-1720. São Paulo: PINI, 1994.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v0n13a141

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.