Localistas e cosmopolitas: a rede do Rotary Club International e os primórdios do urbanismo no Brasil (1905-1935)

Margareth da Silva Pereira

Resumo


Criado em 1905, em Chicago, o Rotary Club conta hoje com filiais pelo mundo inteiro e é reconhecido como uma organização engajada em várias ações humanitárias. Fundado no Brasil (Rio e São Paulo) no começo dos anos 1920, o clube desempenhou um importante papel até a II Guerra Mundial. De fato, o Rotary Club delineou seu perfil não somente como uma organização associativa interessada em promover a coesão social de seus membros nos negócios, auxiliando-os a enfrentar suas dificuldades de inserção e atuação profissional. A instituição foi a mais importante organização civil sem fins lucrativos existente até os anos 1950, acumulando uma longa série de ações que marcaram a vida social de milhares de cidades, inclusive suas formas construídas. As experiências desenvolvidas em Chicago, no começo do século XIX, em matéria de planejamento, de certo modo, serviram de baliza às suas ações exportadas para os quatro cantos do mundo. Vistas em uma perspectiva histórica, a criação e expansão do Rotary Club no Brasil, bem como suas atividades, permitem observar a comutação transnacional de experiência em questões do planejamento urbano, focando atores sociais, conceitos, linguagens e planos, em escala global e local.

Palavras-chave: Associativismo. Brasil. História Transnacional. Rotary Club. Urbanismo.


Palavras-chave


Associativismo. Brasil. História Transnacional. Rotary Club. Urbanismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ABBOT, C. Planning Chicago. In: GROSSMAN, J.; KEATING,

A.D.; REIFF, J.The Encyclopedia of Chicago. London:

University of Chicago Press, 2000.

AMARANTE, A.P.Contribuição à história do Rotary Club

no Brasil. Rio de Janeiro: Cooperativa Brasil Rotário,

BURNHAM, D.H., et al. Plan of Chicago. New York:

Princeton Architectural Press, 1993.

CHAPOULIE, J-M. La tradition sociologique de Chicago

-1961. Paris: Seuil, 2001.

FUENTES, A. Servir, servir y servi. In: THE ROTARIA.

Chicago: Rotary International, 1935.

GAUDIN, J-P. Le socialisme municipal en Europe. Munique:

Oldenbourg Verlag, 2001.

HARRIS, P. This rotarian age. Chicago: Rotary.International,

KRUECKEBERGER, D.A. The American planner: biographies

and recollections. New York: Methuen, 1983.

ROTARY INTERNATIONAL. Adventure in service. Chicago:

RI, 1946.

STEFFENS, L. The Shame of the Cities. New York: McClure,

Philips, 1904.

TEAFORD, J.C. Good government movements. In:

GROSSMAN, J.; KEATING, A.D.; REIFF, J.The Encyclopedia

of Chicago. London: University of Chicago Press,




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v0n13a138

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.