Aspectos antropométricos, bioquímicos e sintomatológicos em mulheres com tuberculose pulmonar

Carla Ribeiro Nogueira, Gabriela Villaça Chaves, Michelle Teixeira Teixeira, Carlos Antônio da Silva Franc, Andréa Ramalho

Resumo


Objetivo

Avaliar a existência de desnutrição energético-protéica em pacientes do sexo feminino com tuberculose pulmonar e correlacionar com dados antropométricos, bioquímicos e sintomatologia.

Métodos

Foram avaliados, no período de quatro meses, pacientes do sexo feminino internados com diagnóstico de tuberculose pulmonar no Instituto Estadual de Doenças do Tórax Ary Parreiras, Rio de Janeiro. Foram calculados índices de massa corporal, circunferência muscular do braço e contagem total de linfócitos. Foram investigados os principais sinais e sintomas da doença na internação.

Resultados

De 31 pacientes estudadas, 61,3% tinham desnutrição energético-protéica e, pela circunferência muscular do braço, 71,0% dos pacientes apresentavam depleção de massa magra. Houve correlação significativa dos índices de massa corporal com contagem total de linfócitos (p=0,007) e com a circunferência muscular do braço (p<0,0001), e da circunferência muscular do braço com a contagem total de linfócitos (p=0,005). Houve diferença estatisticamente significativa (p<0,05) quando se comparou a presença de dispnéia, hemoptise e hiporexia entre os eutróficos e desnutridos.

Conclusão

Os resultados deste estudo sugerem forte associação da tuberculose pulmonar com a desnutrição energético-protéica, em que os sintomas como a dispnéia, hemoptise e hiporexia podem ser co-fatores para o agravamento da tuberculose pulmonar. Tais achados demonstram necessidade de maior atenção ao consumo alimentar das pacientes portadoras de tuberculose pulmonar, de modo a reverter ou minimizar o quadro de desnutrição energético-protéica diagnosticado na internação e melhorar a sobrevida destas pacientes.

Termos de indexação: avaliação nutricional; desnutrição protéico-energética; tuberculose pulmonar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Ciências Médicas

ISSNe 2318-0897 (eletrônico)
ISSN 1415-5796 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.