Ciências Sociais e Laudato Si’.: perspectivas convergentes da temática ambiental

Duarcides Ferreira Mariosa, Lindener Pareto Jr., Samuel Augusto Elias

Resumo


Para tratar simultaneamente das dimensões econômicas, ambientais e sociais do espaço humano, de “nossa casa comum”, o artigo pretende aproximar, a partir de alguns conceitos clássicos da Sociologia, Antropologia e Ciência Política, a produção teórica acadêmica sobre o Ser Humano e seu ambiente, e relacioná-la aos conceitos e apelos do Papa Francisco na Encíclica Laudato Si’. Neste documento o Pontífice defende a Ecologia Integral e propõe formas adequadas, segundo os mais sólidos princípios da ética cristã, para trabalhar a relação sociedade, ambiente e economia, de modo a reduzir os impactos da crise ambiental e social que caracterizam o início do século XXI, e garantir uma vida sustentável para as gerações seguintes. A relação das Ciências Sociais com o meio ambiente é especialmente convergente com a Laudato Si’ neste ponto, pois, desde a década de 1960, passou a considerar os danos causados pelo acelerado ritmo mundial de produção econômica e como isso estava afetando os estoques de recursos naturais presentes no planeta, e mais grave, aprofundando as desigualdades econômicas e sociais e reduzindo a expectativa de usufruto de uma vida saudável e de qualidade para a grande maioria da população do planeta.

Palavras-chave: Ciências Sociais. Ecologia Integral. Laudato Si’. Sustentabilidade socioambiental.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24220/cfc.v2i1.3944

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos de Fé e Cultura

ISSNe 2525-9180 (eletrônico)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.