Frequência de visitas e comportamento alimentar do beija-flor Phaetornis Pretrei nas flores de uma Cactaceae

Rodolfo Antônio de Figueiredo, Suzana Rodriques Álvares

Resumo


Neste estudo realizado na Reserva de Santa Genebra, Campinas, as flores de Nopalea coccinellifera foram visitadas regularmente pelo beija-flor Phaetornis pretrei. Os picos de visitação ocorreram em meados da manhã e da tarde. Foram visitadas cerca de 8,84 :!: 6,16 flores a cada episódio de visita do beija-flor. Oacompanhamento em fenológico feito en 1992 e 1993 mostrou que não houve formação de frutos com sementes. Apesar desta espécie de cacto ter sido introduzida na reserva, ela provavelmente representa importante recurso alimentar para este beija-flor.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.