Análise dos resíduos industriais do processamento da farinha de mandioca na bacia do Rio Tapacurá (Pernambuco – Brasil)

Fábio Marques Aprile, Antônio Helder Parente, Marc Bouvy

Resumo


Foram analisadas as composições dos resíduos sólido e líquido (manipueira), decorrentes do beneficiamento de féculas de mandioca das casas de farinha instaladas na bacia do rio Tapacurá. A bacia do rio Tapacurá, localizada entre a Zona da Mata e a região Agreste do Estado de Pernambuco, tem uma extensão de 30 km e uma área de 360 km2. Os resultados mostraram que os resíduos eram tóxicos e ricos em nutrientes. A toxicidade da manipueira é devido a presença do ácido cianídrico. Nas amostras de manipueira analisadas foram encontradas altas concentrações de nitrogênio (1.580mg.L-1), fósforo total (112mg.L-1), DBO (40.000mg.L-1), DQO (95.000mg.L-1) e sólidos totais (85.000mg.L-1). Nos resíduos sólidos foram encontrados metais pesados: Fe(1.450ug.g-1), Cu (7ug.g-1), Pb (11ug.g-1), Mn (25ug.g-1) e Zn (39ug.g-1). Foram sugeridas medidas para preservação e recuperação da vegetação nativa, tratamento dos esgotos e dos despejos industriais.

Palavras-chave: resíduos industriais, sólidos totais, ácido cianídrico, metais pesados, DBO.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.