Caraterização morfológica de Astyanax Scabripinnis em duas populações de riachos da bacia do Rio São Francisco

Maria de Fátima Pereira de Sá, Nelsy Fenerich-Verani, Alberto Carvalho Peret, Édson Vieira Sampaio

Resumo


Estudos de variações morfológicas em populações da mesma espécie têm sido efetuados visando a caracterização das mesmas a fim de discriminar umas das outras por meio de diferenciações fenotípicas. Vários autores observaram a diversidade morfológica e grande diversidade cariotípica interpopulacional em Astyanax scabripinnis (Characidae- Tetragonopterinae). Com o objetivo de estabelecer comparação entre duas populações desta espécie na bacia do rio São Francisco, foram efetuadas coletas em dois riachos que, além de serem geograficamente isolados, apresentam características ambientais distintas. Foram medidos 7 caracteres morfológicos e selecionados 3 caracteres merísticos em 104 exemplares, sendo 52 do riacho Curral das Éguas e 52 da população do córrego Viveiro de Mudas. Através de uma Análise de Discriminantes Canônicas, verificou-se que, no 1o eixo canônico, as populações são separadas em função, principalmente, de 4 das variáveis analisadas, sendo o comprimento do focinho, o caráter mais significativo. Na população do riacho Curral das Éguas, o 2o eixo canônico mostra diferenciação interespecífica entre os sexos com base em 5 dos caracteres morfológicos utilizados, com destaque para a distância interorbital. Os resultados corroboraram as conclusões dos estudos citogenéticos já efetuados nas referidas populações que as consideraram como “entidades distintas dentro do complexo scabripinnis”.

Palavras-chave: Ictiologia, caracteres morfométricos e merísticos, Bacia do rio São Francisco, análise multivariada, Astyanax scabripinnis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.