Aspectos ecológicos da coruja-buraqueira (speotyto cunicularia) agregados a uma análise sócio-econômica visando a conservação de dunas costeiras em Pontal do Sul, PR

Valéria dos Santos Moraes, Nelson Novaes Pedroso-Jr, Débora Leal C. Bandeira

Resumo


Os dados utilizados para a construção da presente reflexão foram coletados em Pontal do Sul, Paraná, entre janeiro de 1995 e novembro de 1996. A abundância das corujas-buraqueiras e seus itens alimentares preferenciais foram quantificados e as complexas categorias comportamentais identificados e descritos. O papel ecológico das corujas foi confrontado com o valor econômico da área por elas ocupadas. Dentre os argumentos utilizados, ressaltou-se que: (a) as poucas corujas do local predam anualmente cerca de 974 ratos e 50.868 insetos, tendo importante função ecológica para o ecossistema; (b) as dunas representam um depósito de sedimentos e atuam como uma barreira que protege as áreas residenciais adjacentes contra danos causados pela erosão; e (c) um exemplo de processo inadequado de ocupação humana que aconteceu em Matinhos, município ao sul de Pontal do Sul, gerou um custo de U$20.000.000 em obras para restauração dos danos. Esse último fato, por si só, salvou as dunas da ocupação imobiliária, mas os confrontos travados, entre ambientalistas e desenvolvimentistas, evidenciaram a falta de interesse desses últimos pelos critérios biológicos que sugeriam a relevância ecológica da área em questão. Sugere-se a conjugação de conhecimentos para lidar com a questão ambiental, fazendo-se necessária a adequação do diálogo ecológico de modo a disponibilizar parâmetros para análises comparativas com os elementos sócio-culturais e econômicos.

Palavras-chave: Speotyto cunicularia; coruja-buraqueira; dunas costeiras; conservação e manejo; meio ambiente e desenvolvimento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.