Densidades de estocagens de pós-larvas de tilápia-do-Nilo submetidas à inversão sexual

Leonardo Tachibana, Antônio Fernando Gervásio Leonardo, Camila Fernandes Corrêa, Luis Augusto Saes

Resumo


Objetivou-se avaliar, por meio dos índices zootécnicos, a eficiência e as diferentes densidades de estocagem de pós-larvas de tilápia-do-Nilo da linhagem tailandesa, durante a fase de inversão sexual, mantidas em sistema de gaiolas (“hapas”). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com quatro densidades de estocagem; 1, 3, 5 e 7 pós-larvas L-1; em gaiolas e três repetições, durante 30 dias. A ração comercial com 17α-metiltestosterona foi fornecida cinco vezes ao dia. As menores densidades de estocagem propiciaram maiores coeficientes de variação dos valores médios de massa e comprimento. As médias das massas finais individuais dos peixes foram inversamente proporcionais às densidades de estocagem, ocorrendo efeito quadrático. Conclui-se que o aumento na densidade de estocagem de 1 até 7 pós-larvas L-1 influencia negativamente o crescimento das pós-larvas de tilápia-do-Nilo, no entanto, melhora a uniformidade de tamanho do lote sem interferir nas taxas de sobrevivência e inversão sexual.

Palavras-chave: Gaiola. “Hapa”. Oreochromis niloticus. Pós-larvas. Tilapicultura.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.