Componentes de fecundidade em Erythrina speciosa (Leguminosae, Faboideae)

Bruna Rafaella Zanardi Palermo, Kayna Agostini

Resumo


A família Leguminosae é uma das maiores do grupo das Angiospermas, sendo encontrada em ambos os hemisférios. A subfamília Faboideae possui 430 gêneros e aproximadamente 13.800 espécies. Estudos dos componentes de fecundidade são realizados para verificar a produção de frutos e sementes. Assim, o objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos dos componentes de fecundidade em Erythrina speciosa. Para este estudo foram realizadas as seguintes contagens: 1) número de inflorescências/indivíduo, 2) número de flores/inflorescência, 3) número de óvulos/ovário, 4) número de frutos/indivíduo e 5) número de sementes/fruto. Para tanto, foram utilizados nove indivíduos de E. speciosa, dos municípios de Campinas e Piracicaba (SP). Após as contagens, foram obtidas as seguintes médias: 180,88 inflorescências/indivíduo; 199,76 flores/inflorescência; 14,93 óvulos/ovário; 115,88 frutos/indivíduo; e 16,28 sementes/fruto. O maior número de frutos desenvolvidos foi verificado na posição mediana da inflorescência, seguida pela posição apical e pela posição basal, respectivamente. O aborto de sementes ocorre com maior frequência nas posições pedunculares do fruto. Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que existe um grande investimento na produção de flores para pouca formação de fruto, ocorrendo uma grande perda de energia para garantir descendentes da espécie.

Palavras-chave: Erythrina speciosa. Reprodução. Aborto. Formação de frutos. Formação de sementes. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.