Criação do vermelho-cioba (Lutjanus analis) submetido a diferentes dietas

Eduardo Gomes Sanches

Resumo


Diversos trabalhos apontam os lutjanídeos como uma das principais famílias de peixes marinhos exploradas comercialmente, entretanto, poucos estudos foram realizados no Brasil sobre o cultivo dessas espécies. O objetivo do presente artigo foi avaliar o desempenho do vermelho-cioba (Lutjanus analis) alimentado com rejeito de pesca e ração em tanques-rede. Os peixes foram divididos em três tratamentos (T1, T2 e T3) e alimentados uma vez ao dia. O T1 foi alimentado com ração comercial com 45% de proteína bruta e 8% de gordura, o T2 foi alimentado com rejeito de pesca e o T3 alimentado com rejeito de pesca acrescido em 10% com camarão. O período experimental foi de noventa dias. As variáveis ambientais (temperatura da água, teor de oxigênio, salinidade e transparência) mantiveram-se dentro dos parâmetros considerados ideais para a espécie. Os resultados de sobrevivência, ganho de peso e taxa de crescimento específica demonstraram que T2 e T3 não diferiram entre si, porém, foram significativamente superiores (p<0,05) ao T1. Esse experimento demonstrou que o rejeito de pesca pode ser utilizado na engorda do vermelho-cioba (L.analis) com bons resultados de ganho de peso e crescimento.

Palavras-chave: Lutjanídeos. Maricultura. Tanques-rede.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.