Indução da maturação gonadal do robalo-flecha, Centropomus undecimalis (Bloch, 1792), em cativeiro: aplicação de diferentes protocolos de indução da maturação e indutores hormonais

Eduardo de Medeiros Ferraz, Vinicius Ronzani Cerqueira

Resumo


Com o objetivo de possibilitar a maturação gonadal do robalo-flecha, Centropomus undecimalis, em cativeiro, foram desenvolvidos experimentos nos períodos 2007/2008 e 2008/2009, em Florianópolis, estado de Santa Catarina. No primeiro período, 54 reprodutores foram induzidos à maturação, por meio de implantes de Silastic® MDX4-4210, contendo 4mg.kg-1 17α-metiltestosterona (17α-MT) ou 4mg.kg-1 (17α-MT) + 50μg.kg-1 do análogo do hormônio liberador do hormônio luteinizante ou sem hormônio (controle). No período seguinte, 36 machos receberam tratamento crônico, alternando hormônio folículo estimulante e gonadotrofina coriônica humana, em cinco doses (uma por semana), enquanto duas fêmeas receberam tratamento crônico com gonadotrofina coriônica humana, em seis doses (uma por semana). Em março de 2008, o número de animais espermiando foi significativamente maior que em fevereiro (p<0,05), mas não se verificou diferença significativa (p>0,05) entre os tratamentos. Os hormônios provocaram aumento do volume de sêmen, sendo maior nos machos tratados com 17α-MT + análogo do hormônio liberador do hormônio luteinizante. Em abril de 2008, a produção de sêmen decresceu em todos os animais, exceto no grupo controle. Os dados permitem concluir que os implantes de 17α-MT e 17α-MT + análogo do hormônio liberador do hormônio luteinizante antecipam o processo de espermiação. Em março de 2009, o pequeno número de animais espermiando e o baixo volume de sêmen indicaram pequena eficiência dos tratamentos crônicos; por outro lado, nas fêmeas, possibilitou o início da vitelogênese, comprovada pela presença de ovócitos vitelogênicos (150μm) após a terceira aplicação de gonadotrofina coriônica humana. As melhorias obtidas sugerem a necessidade de se reavaliarem os atuais protocolos e se implementarem outros procedimentos para o efetivo desenvolvimento gonadal do robalo-flecha em laboratório.

Palavras-chave: Análogo do hormônio liberador do hormônio luteinizante. Hormônio folículo estimulante. Gonadotrofina coriônica humana.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.