Dieta de carnívoros (Mammalia, Carnivora) em um remanescente de Caatinga, Nordeste do Brasil

Douglas Matos Dias, Adriana Bocchiglieri

Resumo


A dieta é uma das mais relevantes dimensões do nicho e sua análise fornece informações importantes sobre a ecologia dos carnívoros. As dietas de Procyon cancrivorus, Leopardus pardalis e Puma yagouaroundi foram descritas através da análise de fezes coletadas ao longo de trilhas no Monumento Natural Grota do Angico (2.183ha), localizado entre os municípios de Poço Redondo e Canindé de São Francisco, estado de Sergipe. Os artrópodes compreendem a maior parte da dieta das três espécies. Na dieta de P. cancrivorus, os frutos foram a segunda categoria mais representativa (24,8%), seguida de vertebrados (14,7%). Para os felinos, os vertebrados foram o segundo item alimentar mais importante, sendo os pequenos mamíferos mais frequentes na dieta do P. yagouaroundi (17,4%) e répteis e aves (23,1%) mais frequentes na de L. pardalis. Os resultados deste estudo indicam a natureza oportunista dos carnívoros estudados no Monumento Natural Grota do Angico. Essas informações contribuem para uma melhor compreensão sobre a ecologia trófica dessas espécies, especialmente em um bioma altamente ameaçado e pouco estudado como a Caatinga.

Palavras-chave: Leopardus pardalis. Procyon cancrivorus. Puma yagouaroundi.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.