Influência da remoção dos cotilédones no desenvolvimento inicial de plântulas de Canavalia ensiformis e Phaseolus vulgaris (Leguminosae, Papilionoidae)

Ana Mayumi Hayashi, Heloisa Malaguetta, Kayna Agostini

Resumo


A família Leguminosae é uma das maiores entre as angiospermas e com grande importância econômica e ecológica, como os gêneros Phaseolus e Canavalia. Esta família apresenta germinação epígea, cujos cotilédones são responsáveis por fornecer substâncias de reserva e fotoassimilados, importantes para o desenvolvimento inicial do vegetal. O objetivo desse estudo foi verificar a influência da remoção dos cotilédones no desenvolvimento de plântulas de Canavalia ensiformis e Phaseolus vulgaris. Para tanto, foram analisadas sessenta plântulas de cada espécie, as quais foram mantidas com os cotilédones até o estabelecimento das primeiras folhas (C. ensiformis com 14 dias e P. vulgaris com 7 dias) e então, pareadas de acordo com o tamanho e identificadas como A e B. Destas, ocorreu a remoção dos cotilédones das plântulas denominadas como A enquanto que, plântulas B permaneceram com os mesmos por mais 7 dias. Ao final do experimento foram obtidos os pesos fresco e seco dos cotilédones e plântulas, os quais, posteriormente, foram analisados estatisticamente. Em ambas as espécies, plântulas que tiveram os cotilédones removidos apresentaram crescimento inferior em relação as que permaneceram um período maior com os mesmos, demonstrando o papel fundamental dos cotilédones no crescimento e desenvolvimento inicial das plantas.

Palavras-chave: Canavalia ensiformis. Cotilédones. Desenvolvimento inicial de plântulas. Phaseolus vulgaris.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.