Nota sobre o hermafroditismo em 3 espécies de serranidae do litoral de São Paulo (peixes, perciformes)

Paulo de Tarso da Cunha Chaves

Resumo


Foi descrito histologicamente o hermafroditismo apresentado por 3 espécies de Serranidae do litoral norte do estado de São Paulo (Diplectrum radiale, D. formosum e Dules auriga). O exame histológico demonstrou que o tecido testicular forma-se em certa etapa da vida da fêmea, dentro da cápsula conjuntiva que cerca os ovócitos. Não há substituição da porção ovariana pela testicular, mas apenas uma agregação desta à anterior. Quando adultos; há possibilidade estrutural de autofecundação. Conclui-se que na região as 3 espécies enquadram-se no tipo Serranus de hermafroditismo (Smith, 19651. possivelmente a mais primitiva dentre as formas com que o hermafroditismo se apresenta na família.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Bioikos

ISSNe 2318-0900 (eletrônico)
ISSN 0102-9568 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.